Ary Fontoura – Reprodução: Instagram

Quem vê toda a jovialidade que o ator Ary Fontoura, que dá vida ao personagem Antero no folhetim das nove da TV Globo, ‘A Dona do Pedaço‘, mal pode imaginar o cansaço que às vezes ele pode sentir, afinal, são 86 anos, a maioria deles dedicado ao seu trabalho.

+ Suely Franco fala sobre ‘final feliz’ de Marlene com Antero em ‘A Dona do Pedaço’

Apesar disso, com o folhetim chegando ao fim, o ator conversou com a Revista Quem sobre o descanso. Sua agenda após ‘A Dona do Pedaço’ ele tirará umas férias merecidas, no entanto, após os dias, Ary Fontoura pretende voltar ao trabalho:

“Tenho que cuidar da minha saúde porque fiquei dez meses trabalhando e fiquei um pouco atrapalhado, tem coisinhas que tenho que corrigir. Depois vou tirar umas férias. E tenho o compromisso de fazer uma nova peça de teatro em São Paulo ano que vem. Gosto de fazer teatro para me renovar mais e ter um contato mais íntimo com o público”.

Saiba o desfecho de Maria da Paz em A Dona do Pedaço

Com idade avançada, o ator conta que não tem medo da morte, pois é um ciclo natural da vida: “Acho que você nasce e já morre, você já vem com o dia determinado. Você não sabe o dia, mas sabe que não é para sempre. Os orientais lidam muito melhor com a morte. Cantam muito, dançam porque as pessoas souberam viver e vão deixar saudade por isso. Mas nós não. Nós ocidentais não lidamos tão bem. É uma questão de filosofia, a gente fica muito preso à matéria. Sei que não sou uma pessoa que vai ficar aqui eternamente e tenho que fazer da minha passagem a melhor possível porque sei que vou embora. Mas não fico pensando. São consequências naturais da vida. É preciso viver bastante para saber se desapegar das coisas”.

A Dona do Pedaço: Paolla Oliveira e Sérgio Guizé gravam últimas cenas na praia

Também na entrevista, Ary Fontoura falou sobre as pessoas que o consideram um ‘garotão’ por frequentemente ir para a academia: “As pessoas me falam: ‘vejo você na academia, você fotografa?’ Fotografo porque gostaria que as pessoas também fizessem, é uma coisa que faz tão bem para a minha saúde. Gosto de me movimentar, de não ficar estacionado, faz muito bem e e sinto que aumenta a minha capacidade de fazer certas coisas, me sinto mais saudável sobretudo”.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here