Hermila Guedes – Reprodução: Instagram

Se você pensa que a vida de uma atriz é só glamour, você está completamente enganado. Algumas podem até ser verdade, no entanto, a grande maioria, certamente, passa por dificuldades sérias, como o caso da atriz, que está no ar em ‘Segunda Chamada’, da TV Globo, Hermila Guedes.

+ Famosa atriz global está revivendo drama traumático do passado

Em conversa com o jornal Extra, Hermila Guedes revelou um verdadeiro drama familiar quando ainda estava em sua infância. Vale lembrar que o sua personagem na série, lembra os momentos de quando era pequena.

“É difícil fazer essa personagem. Eu vivi isso na minha família. A minha mãe foi violentada pelo meu pai. E eu estou chorando agora não é por trauma. É porque você vivencia quando falo”, disse a atriz, que continou: “Mas eu vou falar, porque a violência doméstica não envolve só a mulher. Envolve o núcleo familiar todo. Nessa série, minha personagem tem uma cena com a filha que é importantíssima para a história. Eu me vi na pele daquela criança. A família é destruída”.

+ Diretora de nova série da TV Globo faz críticas ao governo: “Não valoriza a educação”

Para a atriz, as feridas ainda não foram cicatrizadas: “Não consigo gostar tanto do meu pai como eu deveria. É difícil, mas acho que estamos vivendo um momento no país que está demais essa violência contra as mulheres. Então a gente tem que se sentir à vontade para falar sobre isso. Não podemos ter mais tabu. Tem que resolver. Minha mãe poderia ter morrido. Meu pai batia nela várias vezes. Imagina? Seria mais uma para a estatística”, disse.

+ Globo promove 100 novas demissões em massa na sua equipe externa

Hermila também revelou ao jornal que, em primeiro momento, não quis o papel, mas, ao ver de quem era a direção, mudou de ideia: “Quando a minha agente me falou do convite para fazer o teste, eu li a sinopse e decidi não fazer. Maria José, de “Assédio’’, era uma personagem complicadíssima. Mas aí ela me falou que Joana Jabace iria me dirigir. Só assim eu relaxei, porque nós já tínhamos trabalhado juntas em “Assédio””.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here