Ricardo Costa – Reprodução/Record

É, meus amigos. A situação parece não estar nada boa para, realmente, quase ninguém. Desta vez, no entanto, um nome que ficou conhecido nacionalmente em décadas passadas, hoje em dia encontra-se numa situação alarmante e preocupante até demais. Aos 49 anos, Ricardo Costa, ex-integrante do Polegar, têm acumulado grandes dívidas devido aluguel da casa, empréstimos e afins.

+ Aos 33 anos, famosa cantora descobre doença grave às vésperas de casamento

Como se já não bastasse, o chef de cozinha, hoje em dia só conta com a ajuda da família, e de alguns vizinhos da cidade de Taubaté, no interior da Grande São Paulo. Em entrevista concedida à jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, ele entrega tamanho sufoco atualmente. “Estou desesperado. Não suporto mais tanta humilhação. Não sou vagabundo nem quero nada dado. Preciso de um empréstimo de R$ 50 mil para pagar tudo que eu devo e ficar com uma pequena reserva para eu poder me reerguer”, diz.

+ Famosa cantora de 25 anos é encontrada morta em casa

Ele, que abandonou a função no Polegar no início da década de 2000, logo após a carreira como artista, engatou na formação nos cursos de Direito e Culinária. No entanto, após ter falido seu restaurante, há pouco mais de oito anos, se atolou em dívidas financeiras. “Consegui pagar tudo. O que sobrou, eu comprei um Food Truck Ônibus para me manter. Mudei de cidade e tudo ia muito bem. Só que nos últimos quatro anos, a crise financeira do Brasil fez muitas pessoas montarem as suas barraquinhas de lanches, restaurantes caseiros e eu voltei a quebrar. Cheguei ao meu limite no início deste ano”, entrega.

+ Cantor sertanejo, ex de Silvia Abravanel, quebra o silêncio e desabafa sobre prisão

Ricardo alega que já chegou a pedir ajuda para apresentadores famosos da TV, contratados da Globo, Record, e até mesmo cantores, e chegou a ter ajuda recusada por antigos colegas de trabalho da boyband.

+ Alfinetada em Anitta? Pabllo Vittar explica polêmica com a cantora após vídeo compartilhado por fã

“Nós últimos meses resolvi apelar para vários famosos também. Entrei em contato com os assessores diretos e fui nas redes sociais de Latino, Ana Maria Braga, Raul Gil, Luciano Huck, Xuxa, Faustão, Rodrigo Faro, Gugu Liberato, entre outros e ninguém sequer me respondeu. Pedi até para os meus ex-companheiros do Polegar e nada. O Rafael Ilha se negou a me emprestar R$ 3 mil”, lembra o artista, que embora com tanta dificuldade, acredita naquele papo de ‘esperança é a última que morre’: “Eu tenho fé que alguém vai poder me ajudar. Não tenho pretensões de voltar à carreira artística nem penso em ganhos milionários. Eu quero é viver dignamente do meu trabalho de chef de cozinha e ter as minhas contas em dia”, finaliza ele.



1 COMENTÁRIO

  1. Polegar já deixou de ser Polegar há muitos e muitos anos , então tem que cair na realidade na contabilidade, viver a realidade e não de ilusão que vai surgir não sei o quê… Agora se vc tem talento de se erguer sozinho ,aí sim manter o padrão , caso contrário , cair na realidade o qto antes ,temos que ser realista ,viver sem ilusão ,para sofrermos menos e aproveitarmos mais as coisas boas ao nosso entorno , que passam despercebidas ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here