fbpx

Maiara e Fernando Zor, em clima de solidariedade fazem almoço para profissionais da saúde

Os sertanejos em clima de solidariedade fazem almoço para médicos e enfermeiros.

Leo Picón confessa que de fato já ficou com Rafa Kalimann e Manu Gavassi

Leo Picón foi entrevistado, nesta terça-feira (31), por Giovanna Ewbank através de seu canal no YouTube e fez uma revelação surpreendente.

Thaís Fersoza compartilha mais um momento em família e brinca: “Mais do mesmo? SIIIIIM”

A apresentadora agradeceu a cama elástica que ganhou de presente para os filhos

BBB20: Mari rebate criticas de brothers: “Me posicionei”

A sisters não gostou nada do que ouviu durante o 'Jogo da Discórdia'.

Sertanejo Chitãozinho celebra 18 anos do filho Enrico

O sertanejo comemorou o aniversário do filho Enrico que completou 18 anos.

“Machismo não é entretenimento”, dispara Bruna Marquezine sobre Prior do ‘BBB20’

A atriz está empenhada em fazer com que Manu fique no programa e que o arquiteto seja o eliminado.

Cantor sertanejo é condenado a 30 anos de cadeia por assassinar companheira a sangue frio

-

Ilustração - Silhueta Sertanejo
Ilustração – Silhueta Sertanejo

O mundo da música sertaneja recebeu uma notícia daquelas nesta terça-feira (01). Um cantor sertanejo foi condenado a 30 anos de prisão por um crime bárbaro cometido contra sua própria companheira, Camila Lourenço no interior de São Paulo, na cidade de Araraquara.

+ Cantor sertanejo de 23 anos morre em acidente no interior de Santa Catarina

Após cerca de nove horas de julgamento, realizado no Fórum de Araraquara, o cantor sertanejo foi condenado por homicídio e os agravantes motivo torpe, feminicídio e meio cruel. A decisão da Justiça ainda cabe recurso e o resultado não foi comentada pela defesa do músico.

O cantor em questão é Antônio Marcos Bruno. Em conversa com o portal G1, a irmã da vítima, Valéria Diogenes Lourenço, comentou a sentença: “Hoje vamos dormir sabendo que a alma dela está descansando e sabendo que a justiça foi feita”, disse.

Cantor sertanejo Antonio Marcos Bruno, e a companheira Camila Lourenço – Reprodução: TV Globo Campinas

O julgamento, realizado através de juri popular, foi composto por sete pessoas e começou por volta das 10 da manhã desta última terça-feira. Além do então réu, outras quatro pessoas foram ouvidas, eram os familiares da vítima.

+ Músico sertanejo morre em grave acidente

O argumento da defesa era que o cantor sertanejo cometeu o crime em legítima defesa: “Já era um relacionamento conturbado e na data dos fatos ela teria ido à residência dele com certa manifestação de violência e as questões que ocorreram no interior da casa estão sendo discutidas hoje tecnicamente”, disse o advogado a equipe da TV Globo.

No dia do julgamento, houve uma manifestação de um grupo de mulheres, familiares e amigas da vítima em frente ao Fórum de Araraquara, pedindo que a Justiça fosse feita.

O crime

+ Cantor sertanejo famoso morre após bater o carro em árvore no MS

A fatalidade ocorreu no ano passado. Onde a então gerente de esmalteria Camila Lourenço, foi até a casa do companheiro, o cantor sertanejo, morava com a mãe. Após uma discussão, o homem deferiu facadas na vítima e fugiu do local.

Veja também:

Cantor sertanejo morto aos 36 anos teria sido enterrado vivo em São Paulo

Victor Ariolihttps://www.areavip.com.br/
Jornalista e redator do portal Área VIP


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here




site statistics