Cantor Sertanejo – Silhueta

O caso que envolve a morte de um cantor sertanejo e uma estudante, que ocorreu no fim do ano passado, onde a suspeita, uma bióloga identificada como Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, atropelou as vítimas na frente de uma boate na Avenida Isaac Póvoas, em Cuiabá, no Mato Grosso, teve uma novidade.

Cantor sertanejo é condenado a 30 anos de cadeia por assassinar companheira

A juíza que cuida do caso na 8ª Vara Criminal de Cuiabá, Maria Rosi de Meira Borba se declarou suspeita para continuar o processo. O motivo? A magistrada tem uma relação com a família da suspeita de atropelar o cantor sertanejo e mais duas pessoas.

Sertanejo Ramon Alcides – Reprodução: Instagram

Em despacho, publicado no dia 3 de outubro, Maria Rosi afirmou: “Nos termos do artigo 97 do Código de Processo Penal, declaro a minha suspeição para presidir o presente feito. Posto isso, determino a imediata remessa dos presentes autos à minha Substituta Legal, procedendo-se, antes, as anotações de estilo”, disse ela.

Sertanejo Leonardo lamenta morte: “Estou muito triste”

O caso

No dia 23 de dezembro de 2018, o cantor sertanejo Ramon Alcides e a estudante Myllena de Lacerda Inocêncio, vítimas fatais do caso, e a outra estudante, Hya Girotto, foram atropelados por Rafaela Screnci da Costa Ribeiro.

Nos últimos tempos, a Polícia Judiciária Civil concluiu o inquérito sobre o caso e indiciou Rafaella por homicídio doloso, quando não há a intenção de matar e lesão corporal

Mais uma triste notícia no mundo sertanejo em Cuiabá

+ Famoso cantor sertanejo morre em acidente de moto no Mato Grosso

Uma triste notícia envolvendo um cantor sertanejo veio à tona neste último final de semana. Um músico, muito conhecido em sua região acabou perdendo a vida ao se envolver em um acidente com a moto em que pilotava em Cuiabá, no Mato Grosso, mesma cidade do caso citado acima.

Veja também:

Sertaneja Thaeme lamenta morte: “Sei bem essa dor”

 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here