Datena (Kelly Fuzaro/Band)
Datena (Kelly Fuzaro/Band)

O apresentador José Luiz Datena fez uma revelação surpreendente durante esse fim de semana. Ele participou do evento beneficente do SBT, o Teleton, e revelou aos jornalistas que estavam no local, dentre eles o repórter do nosso portal, Jan Rios, que foi sacaneado quando comandava o programa dominicalAgora É Com Datena.

Durante o Teleton, Datena foi questionado sobre ter algum projeto que ele ainda não tinha feito na televisão e ele brincou. “Meu projeto é sair da televisão. Não tenho mais nada para fazer, pô”, disse aos risos.

Datena solta o verbo sobre governo Bolsonaro, Huck presidente, e seu futuro na política

Em seguida o apresentador do Brasil Urgente falou sobre sua ida para o entretenimento. “Eu tentei o projeto de domingo, foi sacaneado por gente de dentro da Bandeirante, que já não tá mais lá. Infelizmente acho que o Agora com Datena se ficasse um pouco mais enxuto, e se demorasse pelo menos mais um ano, não teve nem oito meses, se ele demorasse um ano, hoje ele estaria dando quatro, cinco pontos de média, não muito mais do que isso, mas que para a Bandeirantes seria muito legal”, disse ele, que ao ser questionado se foi sabotado afirmou que foi “mais ou menos isso”.

“Eu não costumo chorar o leite derramado, eu vou tocando em frente. Mas foi uma pena, esse era um grande projeto que eu queria fazer, que era trabalhar aos domingos”, lamentou o apresentador, que acrescentou. “Infelizmente, talvez também, eu não tenha tido competência necessária para enfrentar o Faustão, Eliana, Silvio Santos, Celso Portiolli, Geraldo Luis. Pô, mas também com esses caras bons pra caramba, eu perdi só pra gente boa, não foi?”, brincou ele.

Após acusação de assédio contra Datena, ex-repórter da Band promove reviravolta no caso

Questionado sobre voltar ao entretenimento Datena foi sincero. “Acho que não. Esse é um projeto que não dá mais para fazer, porque eu realmente me considerei incapacitado para fazer esse projeto. Eu acho que eu poderia ter ido um pouco melhor naquela época. Eu dei uma série de azares ali, que também não vale a pena reclamar. Eu tinha acabado de sofrer uma queda, quebrei três costelas, eu fiz os dois primeiros meses do programa com uma dor na costela desgraçada, então era difícil você passar uma felicidade, alguma alegria, com dor pra caramba, tomando remédio fortíssimo. Mas já foi, e o meu projeto é continuar fazendo o que eu faço que é jornalismo mesmo”, afirmou ele.

“A Bandeirantes que tem alguns projetos diferentes, talvez algum programa de entrevistas ou um programa em um horário diferente, mas sem deixar o Brasil Urgente que ali é realmente onde eu me dou bem, é onde eu apresento as minhas notícias, é onde eu sei fazer. Mas foi bom fazer o programa de domingo para saber que eu tenho as minhas limitações. Todo o ser humano tem que aprender que não é perfeito, que tem as suas imperfeições”, finalizou.

Assista o vídeo completo:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here