Deo Garcez (Instagram/Foto:lucamachado.oficial)
Deo Garcez (Instagram/Foto:lucamachado.oficial)

Deo Garcez viverá Jesus Cristo pela quinta vez no espetáculo da Paixão de Cristo, “Reis dos Reis”, com direção e roteiro de Plínio Fabrício em Custódia, no maior teatro ar livre do sertão pernambucano, que todo ano atrai um público de sete mil pessoas. O elenco é composto por atores da cidade e por mil figurantes.

Deo, que há quatro anos vive Luiz Gama no teatro, diz que “viver personagens históricos, além de ser um grande privilégio, é também uma grande benção e, no caso, o de interpretar Cristo, essa benção é potencializa infinitamente”.

Tem sido uma experiência enriquecedora, uma emoção indescritível, ainda mais sendo eu um ator negro, pois como sabemos, nunca ou quase nenhum ator negro é escalado para vivê-lo. A cidade de Custódia e o diretor Plínio estão de parabéns pelo ato transgressor e irreverente, no melhor sentido, por convidar um ator como eu para viver Jesus Cristo”, o que me faz ficar eternamente agradecido!”“.

Peça - Rei dos Reis/Divulgação
Peça – Rei dos Reis/Divulgação

Sobre Reis dos Reis

O Espetáculo Rei dos Reis conta às últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré (Déo Garcez). Depois de sair da Santa Ceia, no meio da noite, Jesus é traído por Judas (Cícero Silva) e é preso por soldados no Monte das Oliveiras, sob o comando de religiosos hebreus, que eram liderados por Caifás (Berg Lira) e Anás (Antenor Cavalcante). Após ser severamente espancado pelos seus captores, Jesus é entregue para o governador romano na Judeia, Pôncio Pilatos (Urbano Luiz), pois só ele poderia ordenar a pena de morte para Jesus. Pilatos não entende o que aquele homem possa ter feito de tão horrível para pedirem a pena máxima e eram os hebreus que pediam isto. Pilatos tenta passar a decisão para Herodes (Bismark Mota), governador da Galileia, pois Jesus era de lá. Herodes também não encontra nada que incrimine Jesus e o assunto volta para Pilatos, que vai perdendo o controle da situação enquanto boa parte da população pede que Jesus seja crucificado. Tentando acalmar o povo e a província, que detesta, Pilatos vai cedendo sob os olhares incriminadores de Claudia (Val Felix), sua mulher, que considera Jesus um Santo.

Veja também:

Déo Garcez recebe Medalha Pedro Ernesto no Dia da Luta Internacional Contra a Discriminação Racial



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here