Vanderson/Reprodução
Vanderson/Reprodução

A denúncia contra o ex-BBB Vanderson, que segue sendo investigada pela delegacia de Rio Branco, capital do Acre, e o registro que apura o crime de importunação ao pudor supostamente cometido por ele pode ser arquivado nos próximos dias.

Segundo o delegado Renato Lopes, da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), a denúncia deve ser arquivada por que a testemunha de acusação não está sendo encontrada para dar o depoimento.

Vanderson foi desclassificado do reality da Globo após ter que deixar a casa e ter contato com o mundo exterior, como falou o próprio apresentador Tiago Leifert.

Em conversa com o jornal Extra, o delegado Renato Lopes, comentou o caso e explicou o que pode vim a acontecer.

A menina que o acusa de importunação sumiu. A Justiça está procurando por ela para marcar a primeira audiência sobre o caso, mas a denunciante não é encontrada. Para dar andamento no caso, é preciso que ela esteja presente na audiência. Vanderson está disposto, mas ela sumiu. No nosso entender, ela já conseguiu o que queria, que era retirar ele do programa. Agora, se vai demorar a aparecer ou não, pouco importa pra ela“, analisa o delegado, e segue.

Se ela não aparecer, a gente vai pedir o arquivamento do caso. A outra denúncia contra ele, de agressão física, continua na Deam de Rio Branco e já na semana que vem será encaminhada ao Judiciário”.

Vamos ter a audiência na semana que vem para tratar sobre a medida protetiva. A ex-namorada pediu que ele não chegue perto dela, não entre em contato e não mantenha relação com os amigos em comum. Da nossa parte, é um favor que a justiça faz com a gente acatando essa decisão”, afirma o advogado, que acrescenta: “O processo partilhado. Primeiro, é a medida protetiva que é julgada. Depois, a parte criminal”.

Veja também:

Vanderson fala pela primeira vez após expulsão do “BBB19”

Colaborou: Jônatas Leifert



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here