Emílio Surita – Reprodução: YouTube

Mesmo longe da TV aberta, o programa Pânico dá show quando o assunto é se manter em alta. Na rádio ou no YouTube, a atração é um verdadeiro sucesso de audiência e não vai parar por aí.

O apresentador Emílio Surita, em entrevista a coluna de Chico Barney, no UOL, falou sobre o futuro do programa: “Nós estamos no projeto Pânico 2030. O que é o projeto Pânico 2030? Uma coisa nova. Sem os velhos. Os velhos já se foram, todos com filho, todos aposentados. E nós temos uma equipe jovem”, revelou.

O apresentador ainda falou sobre um possível substituto no comando do programa: “[Daniel] Zukerman provavelmente vai assumir, o gordão [Rogério Morgado] é mais ou menos novo, o [Lord] Vinheteiro… Temos uma nova geração”, afirmou Emílio Surita.

Daniel Zukerman comentou a oportunidade: “Eu sei que não tenho que dar pitaco de nada, é uma nova geração, mas o que eu tenho é sensibilidade, isso Deus me deu com muita categoria. O Valcir é o carisma em pessoa. Ele é o sucesso sem fazer sucesso, ou seja, do backstage. Te desejo o sucesso real”.

Quebra pau

O programa ‘Morning Show‘, da Rádio Jovem Pan, no início de agosto, contou com um verdadeiro quebra-pau envolvendo o apresentador Edgard Piccoli e o comentarista Caio Coppolla. A discussão se tornou um dos assuntos mais comentados do dia rapidamente.

Logo, o perfil ‘Isentões’, do Twitter, de viés ideológico parecido com o de Caio Coppolla e pró-governo, sugeriu que Edgard Piccoli recebeu verba federal em 2017. O apresentador, então, ao ver o comentário, explicou o verdadeiro motivo e acusou o perfil de caluniá-lo. Veja!

Ex-Jovem Pan de casa nova

O jornalista Carlos Andreazza, que nesta última semana surpreendeu a todos ao anunciar sua demissão ao vivo da Rádio Jovem Pan, não ficou muito tempo desempregado. Veja!

Veja também:

Após deixar a Jovem Pan, Marco Antonio Villa comenta boatos de novo trabalho



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here