Ex-jogador Cafu / Foto: Reprodução

O ex-jogador de futebol Cafu decidiu falar sobre a morte do seu filho, Danilo, que faleceu no inicio de setembro, aos 30 anos, vitima de um infarto, enquanto disputava uma partida de futebol com o pai no campo do condomínio onde a família mora, em Alphaville, São Paulo.

Rosana Jatobá lamenta morte da mãe: “Vá em paz, meu amor”

Cafu concedeu uma entrevista emocionante às páginas amarelas da revista Veja, que vai chegar às bancas neste sábado (2). O ex-lateral abriu o coração e falou sobre a tristeza de enterrar um filho.

“Não se como descrever a sensação de jogar terra sobre o caixão de um filho”, contou. Ele ainda disse que não passa uma semana sem visitar o túmulo de Danilo. “Vou ao cemitério a cada cinco dias. Não tive coragem de entrar no quarto dele e nunca mais pisei no campo onde tudo aconteceu”, revelou.

Felipe Sertanejo lamenta morte: “Que sua alma encontre a luz”

Cafu ainda contou que o jogo de futebol aconteceria no dia 5 de setembro, mas foi antecipada para o dia 4 por causa de um compromisso profissional. Danilo saiu do campo durante um intervalo, mas o pai seguiu jogando.

Alguns minutos depois, ele percebeu uma movimentação estranha fora do campo e decidiu ver o que estava acontecendo, foi quando ele acabou se deparando com o herdeiro passando mal e entrou em pânico. “Carreguei o Danilo no colo, coloquei-o no carro e cinco minutos depois chegamos ao hospital”, lembrou ele.

Claudia Raia homenageia Jorge Fernando e lamenta morte: “Perdi meu norte”

“Após o enterro, desliguei o celular. Quando fui ver as mensagens, havia mais de 5 mil. Todos os meus ex-colegas de seleção me procuraram para prestar solidariedade”, afirmou ele.

O filho de Cafu sofria de arterosclerose coronária precoce e tratava do problema com um cardiologista.

Veja também:

Ex-jogador Cafu é investigado pela polícia por suposta ligação com facção criminosa



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here