Marta – Reprodução: Instagram

Conseguimos sentir o próprio sentimento de empoderamento quando mencionamos a jogadora Marta Silva. Eleita ‘apenas’ seis vezes como a melhor do mundo do futebol pela Fifa, a profissional revelou que luta até os dias de hoje para combater o machismo.

+ Belo quebra o silêncio e fala pela primeira vez sobre polêmica cabeluda com ex-jogador de futebol

Em entrevista concedida ao site da revista Quem, a jogadora não esconde ao relatar seu incômodo perante o preconceito evidente. “Me irritava, mas essa irritação deixou a gente mais forte. Cada vez que eu via que falavam mal, isso me motivava, mostrava que eu estava fazendo a coisa certa. A gente teve que bater muito de frente, que ‘futebol não era esporte de mulher'”, diz.

+ Mulher do jogador Thiago Silva revela que mora em casa alugada e faz reclamação

Para a recordista dos campos, o machismo não colocava Marta para baixo, mas pelo contrário, só a fazia crescer ainda mais e conquistar ainda mais os seus objetivos: “Eu me apoiava no talento, na vontade de jogar, de estar ali na atividade. E isso não é só no futebol que a mulher escuta que a mulher ‘não é competente’ pra desempenhar. E estamos quebrando cada vez mais essas barreiras”, emenda a artista.

+ Filho do ex- jogador Edmundo faz desabafo sobre o pai: “Última vez que encontrei tinha 16 anos”

Nos últimos meses, vale lembrar, a namorada da jogadora, a americana Toni Pressley passou por um momento delicado após ser diagnosticada com câncer de mama e ser forçada a interromper sua carreira como jogadora. Aos 29 anos, a artista usou suas redes sociais para revelar que já realizou uma cirurgia para a remoção do tumor e agradeceu todo o carinho que vem recebendo dos diversos internautas. Na web, Marta fez questão de mostrar todo o seu amor pela companheira, de forma apaixonante.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here