Jorge Lordello – Reprodução/Youtube

O delegado Jorge Lordello esteve no lançamento do livro ‘No Rastro da Notícia’ do jornalista Roberto Cabrini e bateu um papo exclusivo com o Área Vip.

+Roberto Cabrini lança livro com a presença de famosos em São Paulo

No primeiro momento, Lordello não escondeu o orgulho de ver o amigo lançando um projeto tão especial. “Semana passada teve o Prêmio Comunique-se e eu sentei pertinho do Cabrini. Eu tive a oportunidade de me aproximar mais dele…ele me falou desse livro que fala sobre o que eu mais amo nessa vida que é informação ligada à área policial”, disse Jorge.

+Roberto Cabrini fala sobre Bolsonaro e Lula: São irmãos e nutrem uma paixão um pelo outro

Mas, para quem acha que jornalismo investigativo é apenas aventura, se engana, Jorge revela que já sofreu ameaças por trabalhar nessa área. “Eu tava conversando com o Cabrini, ele sofre uma série de ameaças que eu também já sofri. Isso é algo que acontece. Acontece porque você trabalha numa área de investigação da TV, aonde você traz provas mostrando que fulano de tal é culpado de um crime grave e o outro lado não gosta. Então, esse é um primeiro fator. O segundo fator é você analisar o conteúdo que você recebe…Você tem que receber, analisar e passar para o público de uma forma que ele entenda”.

Durante o papo com o repórter Jan Rios, o profissional ainda deu uma dica para os jornalistas investigativos.“Quando a gente tem repercussão de um crime de morte, que a gente sente que esse crime vai dar uma repercussão grande, a primeira coisa que eu faço é ir no enterro, eu vou no velório, eu vou no enterro. Porque é uma fonte de investigação riquíssima… e em muitos casos o autor está ali”.

+Roberto Cabrini recorda momentos impactantes de sua carreira

Jorge ainda ilustrou a dica com o caso de Sandro Dota que matou a menina Bianca, irmã de sua mulher. “Eu fui no velório e uma das pessoas entrevistadas como testemunha, era o cunhado, era o motoboy casado com a irmã dela. E eu fiquei prestando a atenção em todo mundo que deu as entrevistas e, quando este rapaz deu uma entrevista para a repórter Cíntia Lima do programa da Sônia Abrão, ali ficou muito claro que ele estava totalmente desconfortável e mentindo…No decorrer dessa investigação e na cobertura que fizemos pelo programa da Sônia Abrão, no A Tarde é Sua, nós fomos nos envolvendo com o caso e levantando provas e entendendo que ele realmente era o autor”.

+Roberto Cabrini e Serginho Groisman estão entre os vencedores do Prêmio Comunique-se 2019; Confira a lista!

Quer conferir mais detalhes da entrevista com Jorge Lordello? Assista a seguir!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here