Sertanejo Daniel recorda momentos especiais ao lado da família

O cantor compartilhou com seguidores um momento vivido em família.

Ex-BBB Kaysar Dadour faz aniversário e se emociona: “Uma sensação incrível”

O ator agradeceu o carinho dos amigos e dos fãs

Em live com ator, Christiane Torloni confirma convite para ‘Verdades Secretas 2’

A veterana é mais uma das artistas que não fazem parte do elenco original da novela

Sabrina Petraglia exibe sua barriguinha de grávida e comemora 15° semana de...

A atriz compartilhou com seguidores um clique celebrando a décima quinta semana de gestação.

Curada da Covid-19, Eliana se emociona ao ‘reencontrar’ os filhos

"Foi um alívio estar com saúde ao lado deles"

Lúcio Mauro Filho surpreende e revela que guarda as cinzas do pai...

Lúcio Mauro Filho surpreende ao revelar que guarda as cinzas do próprio pai, Lucio Mauro, morto em maio de 2019.

Karol Conka fala sobre violência contra a mulher: “Minha avó era espancada diariamente”

-

Gabriela Rodrigues
Jornalista formada pela Universidade Metodista. No Área VIP atua como Repórter e Redatora especializada em Celebridades, Televisão e Famosos da Mídia em geral.

Comente

Veja também

Curada da Covid-19, Eliana se emociona ao ‘reencontrar’ os filhos

"Foi um alívio estar com saúde ao lado deles"

Lúcio Mauro Filho surpreende e revela que guarda as cinzas do pai falecido

Lúcio Mauro Filho surpreende ao revelar que guarda as cinzas do próprio pai, Lucio Mauro, morto em maio de 2019.

Mulher de Stênio Garcia pede emprego ao SBT para o ator

Após demissão do marido da Globo, Marilene Saade, esposa de Stênio Garcia pede emprego ao SBT para o ator.

Karol Conka – Reprodução/Bruno Trindade

A cantora Karol Conka é uma ativista pelos direitos humanos e luta pela liberdade das mulheres. Em suas músicas, ela busca falar de problemas sociais, preconceito e feminismo.

Karol abriu o coração em entrevista ao falar sobre a triste realidade que faz parte da vida de tantas mulheres ao redor do mundo, e usou a avó para falar de resistência.

+Karol Conka fala sobre seu namoro com um homem branco e desabafa

“Ela me ensinou muito sobre força, garra e sobre fazer justiça. Tenho isso nas minhas músicas. Minha avó era espancada diariamente pelo marido e ele só parou [de bater nela] quando ela reagiu. Uma vez, ela falou: ‘Ergueu a voz, erga a mão’. Na escola, os meninos me chamavam de Pelézinho. ‘Ah, é? Deixa eu fazer gol então!’. E chutava as partes íntimas deles. Eu saía na mão”, contou a cantora.

+Karol Conka é detonada ao assumir namoro e rebate críticas

Durante papo com a revista Quem, Karol também confidenciou uma triste situação que aconteceu com ela e com uma professora, mas que a encheu de forças para lutar contra o racismo. “Uma delas [professoras] me xingava de nomes que não é legal para falar para uma criança só porque ela é negra. Tinha um ou dois professores com mais empatia que entendiam que minha realidade era diferente dos outros alunos. O que eu achava engraçado é que eu não tinha amigas negras na escola, elas não se falavam muito. Em Curitiba, o negro aprende a ser negro se tiver alguém ensinando.”

Com base na experiência de vida que adquiriu, a cantora busca todos os dias passar bons ensinamentos ao filho de 13 anos, Jorge. “Sempre explico para ele que ele tem que se colocar no lugar do outro. A escola dele não admite bullyng. Ele tem amigos gays, bissexuais. Vemos seriados juntos, falamos sobre sexo, drogas, essa fase dele de descoberta. Ele é bem amorzinho”, disse Karol.

E tem muito mais para você: Siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos Famosos - Clique Aqui!

Gabriela Rodrigues
Jornalista formada pela Universidade Metodista. No Área VIP atua como Repórter e Redatora especializada em Celebridades, Televisão e Famosos da Mídia em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

site statistics