Sertanejo Eduardo Costa diz que brasileiros devem voltar ao trabalho

12
835
Eduardo Costa
Eduardo Costa – Instagram

Após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, na última terça-feira (26), muitos anônimos e artistas começaram a se pronunciar a respeito da declaração do governante. Na ocasião, Bolsonaro se referiu ao coronavírus como “gripezinha” e disse que todos os brasileiros podem voltar à rotina normal, com exceção dos idosos e pessoas com problemas respiratórios.

Eduardo Costa é um dos apoiadores do discurso do presidente e também afirmou que é necessário que as pessoas voltem a trabalhar para evitar que problemas maiores atinjam a economia do país.

+Sertanejo Eduardo Costa lamenta mortes: É uma desgraça

Em vídeo enviado ao programa A Tarde É Sua, da Rede TV!, nesta quinta-feira (26), o sertanejo explicou que, se as pessoas continuarem em casa, assim como as autoridades têm pedido, logo estarão passando fome pois não terão dinheiro para comprar comida.

+Sertanejo Eduardo Costa rasga o verbo, detona famosos e faz dura acusação: Hipócritas!

O cantor começou o desabafo falando sobre a necessidade de ajudar o próximo que necessita de recursos financeiros.

+Eduardo Costa faz reflexão sobre si mesmo: Não sei com que sinceridade falo

“Nesse momento, de coronavírus, em o panico é muito maior do que a própria doença e, infelizmente, o nossos políticos estão fazendo politica com essa doença maldita, nós aqui já estamos meio que voltando ao normal. Eu fiz a minha parte como cidadão e artista, como doador, que é ajudar os mais velhos, os mais necessitados. Bater palma para os médicos, bombeiros, policiais, só isso não adianta temos que fazer nossa parte”, disse ele.

+Eduardo Costa fará doação milionária para ajudar no combate do coronavírus

“Eu acho que se todos nós fizermos a nossa parte, artistas, formadores de opinião, jogadores de futebol, chegar e contribuir de verdade, eu acho que isso é importante. Proteger os mais velhos, pôr essas pessoas em um lugar mais restritos e nós mais jovens sairmos para trabalhar. Daqui a pouco vai morrer mais gente por falta de estrutura, de fome. Já virou politicagem, eu acho que isso não pode acontecer“, completou.

O sertanejo ainda falou sobre a doação de R$ 2,5 milhões que fez ao SUS (Sistema Único de Saúde), que está sobrecarregado com a pandemia do coronavírus.

“Odeio fazer propaganda disso, porque acho que o que a mão direita faz a mão esquerda não precisa saber. O que eu quero que as pessoas saibam de mim é através da minha música, da minha arte. Não quero fazer propaganda de pessoas que ajudo. Infelizmente vazou essa informação”, disse o cantor.

12 COMMENTS

  1. Eu não tou defendendo ninguém é a minha opinião como vcs tem a sua, mas imagine acaba o feijão, o arroz os mercados fechados sim pq eles tbm não são obrigados a trabalhar pois tbm tem família como eu como vc e não pode bota a vida de sua família em risco, bom, se isso aconterce, não tem corona vírus certo se vcs não fosse pra rua trabalhar eu mim dane

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here