fbpx

Vereador de São Paulo vai à Justiça para impedir live de Maiara e Maraísa

-

Núcia Ferreirahttps://www.areavip.com.br/
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.

Comente

Veja também

Fernanda Machado lamenta morte: “Olhem por nós daí de cima”

A atriz usou as redes sociais para lamentar a morte de um familiar.

BBB21: Gilberto dispara para Sarah: “podemos ser os vilões da segunda temporada”

A sister não concordou com o aliado na casa e acredita que algumas atitudes fazem parte do jogo

Rafa Kalimann apresenta nova mansão e impressiona seguidores

A ex-BBB trocou Goiânia pela cidade carioca e passa primeira noite na nova casa

Maiara e Maraísa – Instagram

Em tempos de pandemia, os shows de artistas famosos continuam de maneira virtual. Mesmo assim, eles continuam lucrando com as apresentações através das lives. O que deve acontecer também durante as comemorações de fim de ano.

Mas parece que Maiara e Maraísa criaram uma polêmica. Segundo o jornal Metrópoles, o vereador de São Paulo Rubinho Nunes (Patriota), ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL), foi à Justiça pedir para impedir uma live da dupla Maiara e Maraisa, contratada pela Prefeitura Municipal de São Paulo.

A apresentação foi contratada pelo governo municipal para um festival on-line no réveillon 2021 a ser promovido no canal do YouTube da Secretaria Municipal de Turismo. As cantoras receberiam R$ 320 mil.

Sertanejas Maiara e Maraisa comemoram convite de pagodeiro

Ainda segundo o jornal, a informação causou revolta entre trabalhadores do setor cultural, que ainda aguardam o pagamento de editais e auxílios emergenciais, sob a responsabilidade da Secretaria Municipal da Cultural e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O vereador protestou em suas redes sociais. “Bruno Covas quer torrar R$ 320 mil com um show da virada virtual. A falta de respeito à moralidade administrativa é escatológica. Processei a Prefeitura de SP para barrar o absurdo!”, disse Nunes.

De acordo com o pedido de Nunes, o valor de R$ 320 mil não está de acordo com os custos comuns até de eventos presenciais.” A medida fere o princípio da moralidade, da legalidade e da eficiência”, diz o pedido.

Maiara e Maraísa são acusadas de plágio e decidem mudar nome de música

Ao Metrópoles, a Secretaria Municipal de Turismo disse que “mesmo com as exigências adicionais em função da pandemia provocada pelo coronavírus – custos referentes a equipamentos de proteção e higienização com álcool, por exemplo –, já é possível afirmar que os valores serão inferiores aos do ano passado. Além disso, o show pirotécnico foi cancelado.”

+ Novidade: Área VIP no Telegram – Clique Aqui e fique por dentro!

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP – TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos FamososClique Aqui!

Núcia Ferreirahttps://www.areavip.com.br/
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas TV & Famosos