Carandiru, de Hector Babenco, vai representar o Brasil como candidato a uma indicação ao Oscar de 2004, na categoria Melhor Filme Estrangeiro. A decisão foi anunciada pelo secretário do Audiovisual do MinC (Ministério da Cultura), Orlando Senna, em Brasília (DF). Desde que estreou, em abril passado, Carandiru – baseado no livro homônimo do médico Dráuzio Varella – já foi visto por 4,6 milhões de espectadores no Brasil. O longa foi produzido pela HB Filmes, co-produzido pela Globo Filmes e distribuido pela Columbia Tristar, no Brasil, e pela Sony Pictures Classic, no mercado internacional.

Agora o filme será enviado para avaliação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela realização do Oscar. O anúncio de todos os indicados ocorrerá em 27 de janeiro de 2004. A cerimônia do Oscar, que está na edição de número 76, acontecerá em 29 de fevereiro de 2004 em Hollywood (Los Angeles) e será transmitida pela TV, como todo ano

A votação foi feita por uma comissão formada por Senna e por personalidades da área cinematográfica de diferentes Estados brasileiros: João Januário Guedes (PA), Adhemar Oliveira (SP), Ivana Bentes (RJ), Paulo Roberto Ribeiro (BA), Roberto Farias (RJ), Ismail Xavier (SP) e Monica Schimdt (RS).

Concorreram neste ano à indicação brasileira para o Oscar 2004 os filmes “Carandiru”, de Hector Babenco; “Desmundo”, de Alain Fresnot; “O Homem que Copiava”, de Jorge Furtado; “Deus é Brasileiro”, de Cacá Diegues; “Lara”, de Ana Maria Magalhães; “Durval Discos”, de Anna Muylaert; “Dois Perdidos numa Noite Suja”, de José Jofilly; “Capital do Medo”, de Manoel Carlos; e “Caminho das Nuvens”, de Vicente Amorim.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here