Nesta segunda-feira, 3 de maio, às 23h15, o Conexão Repórter irá mostrar a rota do tráfico. O jornalístico comandado por Roberto Cabrini, que estreia em novo dia e horário, irá mostrar imagens inéditas do dia-a-dia do tráfico em um morro do Rio de Janeiro. Traficantes armados com fuzis e metralhadoras relatam como funciona o comércio da cocaína. Jovens e adolescentes que trabalham para o tráfico. Os vigias, vendedores, e traficantes. O medo dos moradores.

O Conexão Repórter faz uma longa investigação sobre a origem da cocaína. Na Colômbia, vai a um território onde nem mesmo o exército americano consegue combater as plantações e mostra quem são os agricultores e como o tráfico internacional alicia essas pessoas, além da vida de quem foi expulso de suas terras pelo narcotráfico.

De barco, a equipe atravessa a temida fronteira Brasil, Peru e Colômbia até chegar em Manaus, principal destino de quase toda a coca produzida no mundo, e entrevista narcotraficantes responsáveis pela entrada da droga no Brasil. Eles revelam como subornam policiais, seus armamentos e lucro que conseguem.
No Peru, Cabrini descobre os portos por onde a droga chega pelo rio e vai parar nas mãos dos traficantes cariocas. Na Bolívia, a facilidade no plantio. No terceiro maior produtor de coca no mundo, o programa mostra também como agem as “mulas” (o ritual de engolir cápsulas).

Ainda, Cabrini cobra as autoridades, que admitem: "A guerra contra o tráfico não tem fim".



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here