Amigos (Globo/Fábio Rocha)
Amigos (Globo/Fábio Rocha)

Em 1995, após um show que reuniu cerca de 100 mil pessoas em São Caetano do Sul (SP), nasceu o especial ‘Amigos’, exibido na programação de fim de ano da Globo daquele ano. Com a música sertaneja em alta nas rádios e na televisão, o projeto fez sucesso e Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano, e Leandro & Leonardo repetiram a dose nos três anos seguintes, com especiais gravados em Paulínia (1996), Belo Horizonte (1997) e novamente em São Caetano do Sul (1998) – já sem Leandro.

Sertanejos falam sobre colocar outro cantor no lugar de Leandro, após sua morte

A repercussão desse encontro dos artistas foi tanta que, entre abril e novembro de 1999, eles apresentaram semanalmente na Globo, aos domingos, o programa ‘Amigos & Amigos’, em que recebiam outros grandes nomes da música brasileira. Agora, 20 anos depois, os cinco cantores resgatam o projeto com o show ‘Amigos – A História Continua’, que esteve em turnê pelo Brasil este ano.

A apresentação de São Paulo, realizada em setembro, será exibida nesta quarta-feira (18), com canções que estão na memória afetiva das fãs. “Eu tenho 30 anos de televisão e nunca tinha gravado um especial de TV em que as pessoas cantaram da primeira até a última música”, afirma o diretor artístico LP Simonetti.

Luciano Camargo revela conversa inusitada com sertanejo Leonardo antes de show

No repertório de ‘Amigos’ estão sucessos como “Evidências”, “Pense em Mim” e “É o amor”, além de “Fio de Cabelo”, com a participação do maestro João Carlos Martins ao piano. “A maior dificuldade para montar o programa é escolher quais músicas entrarão, já que na televisão não conseguimos exibir as três horas de show e temos muito material bacana”, conta Simonetti.

Se para o diretor cabe a difícil missão de selecionar as canções que estarão no especial, para os cantores, perceber que o público lembra de todas as músicas, é muito gratificante. “Ver os fãs cantando com a gente durante toda a gravação, em São Paulo, foi uma resposta ao trabalho que temos feito. As músicas que gravamos no início das nossas carreiras pareciam novas”, diz Chitãozinho.

Sertanejo Chitãozinho faz relato emocionante sobre o filho

E não foi só na lembrança do público que ‘Amigos’ permaneceu. Os cinco artistas contam que, mesmo não tendo subido juntos no palco nos últimos 20 anos, a amizade entre eles continuou. “A nossa relação é de verdade. Nas últimas décadas, ainda que o dia a dia seja corrido, conseguimos participar da vida um do outro”, garante Zezé di Camargo.

Assim como a amizade, a sintonia artística também se manteve firme. “Musicalmente falando, a gente conhece o repertório do outro. Se derem um violão na mão de qualquer um de nós e pedirem para cantarmos alguma música do repertório do colega, a gente sabe. Esse grupo é uma junção de amigos que convivem e que se respeitam”, ressalta Leonardo.

A felicidade de estarem juntos novamente no palco é tão grande que eles não escondem a emoção, principalmente no momento do show em que homenageiam Leandro. “Na gravação do especial, teve uma hora em que eu fiquei no canto do palco e vi os quatro cantando. Lembrei do Leandro, que poderia estar ali com a gente. Não segurei e chorei”, conta Luciano. “O Leandro fez e sempre fará parte do ‘Amigos’. Ele está comigo em qualquer palco que eu suba”, afirma Leonardo.

Cantor sertanejo Leonardo fala sobre homenagem a Leandro no especial Amigos:’Me deu uma baqueada’

Xororó conta que passa um filme pela cabeça quando vê os colegas no palco. “É o momento que eu mais gosto: quando eles estão cantando e eu fico assistindo e aguardando minha hora de entrar. E, quando estamos os cinco juntos, dividindo a canção e os microfones, é só emoção”.

Amigos – A história continua‘ tem direção artística de LP Simonetti e direção geral de Mario Meirelles. O programa vai ao ar nesta quarta-feira (18), após ‘Amor de Mãe’.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here