Silvia Poppovic e Ernesto Lacombe- Instagram
Silvia Poppovic e Ernesto Lacombe- Instagram

O programa exibido na Band, pelos apresentadores Ernesto Lacombe e Silvia Poppovic o “Aqui na Band”, teve um capítulo a parte.

Na manhã da última segunda feira (23), os apresentadores acabaram se envolvendo em uma pequena discussão e o climão ficou no ar.

Tudo aconteceu, após a reportagem sobre o velório da menina Ágatha Vitória, de 8 anos, que foi morta quando estava dentro de uma kombi, no Rio de janeiro, e a jornalista deu a sua opinião.

“Terrível essa história, terrível esse tipo de política de segurança pública que não pensa primeiro em resguardar a vida da população e sai atirando assim. Olha o que está acontecendo. É triste mesmo, é lamentável”, afirmou.

Já Ernesto Lacombe, deu a sua opinião e não concordou com a colega. “Eu acho ainda um pouco precipitado dizer o que aconteceu. Ainda será feito uma perícia. Eu vejo as pessoas se voltando contra o trabalho da polícia. Eu lembro que, na década de 80, Leonel Brizola, era o governador do Rio, e ele proibiu a polícia de subir nas comunidades e o que a gente viu foi um fortalecimento do tráfico de drogas. A polícia tem que atuar com todo o cuidado para preservar a vida de inocentes, mas a polícia não pode deixar de atuar nas comunidades de maneira nenhuma. Os traficantes estão nessas comunidades exatamente porque ali eles estão protegidos por pessoas inocentes. Então é muito complicado acusar sempre a polícia”, opinou Lacombe.

Visivelmente incomodada Silvia rebateu e a discussão entre os dois seguiu: “Eu não estou acusando a polícia não, eu estou acusando a política de segurança pública, que autoriza a polícia a atirar na cabecinha, como disse o Governador. Quando há uma política agressiva, de sair matando quem tiver no caminho, acontece esse tipo de desgraça”.

Interrompendo a fala da colega, Ernesto continuou: “A gente não sabe realmente se foi a polícia. A gente sabe que os traficantes se protegem. Como acontece na Palestina. Os palestinos se protegem colocando na linha de frente mulheres e crianças. Obviamente os traficantes se sentem protegidos nessas comunidades”.

Você acha que foi isso que aconteceu?”, questionou Silvia. “Eu não sei, quero esperar. Eu não sou perito. Eu quero aguardar”, respondeu o jornalista.

Desacreditada com a colocação de Lacombe, ela ainda mostrou inconformismo. “Essa história, para quem é carioca… Me admira muito, Lacombe, você não estar emocionado com essa história. Para quem é carioca, para quem é brasileiro, é uma vergonha o que aconteceu. Perder uma menina com 8 aninhos de idade

Não estou defendendo que a polícia saia atirando de maneira nenhuma […] agora tirar a polícia das comunidades, impedir o trabalho da polícia, isso não!”.disse o jornalista

Tudo pela filha

Silvia Poppovic que ficou cerca de nove anos longe da televisão, em entrevista ao portal UOL revelou que sentiu falta da rotina exaustiva de uma atração. Saiba mais

Leia também:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here