Michel Teló, Ivete Sangalo, Jeniffer Nascimento, Iza, Lulu Santos e Tiago Leifert – Foto: Globo/ Victor Pollak

Embora muitos venham a alegar que o ‘The Voice Brasil’ encontra-se num formato desgastado, é inegável de que o reality musical da Globo continua sendo sucesso em audiência, repercussão e faturamento. Vindo em sua oitava edição, o formato comandado por Tiago Leifert voltou este ano repleto de novidades.

+ Globo toma decisão sobre versão na íntegra das novelas reprisadas no ‘Vale a Pena Ver de Novo’

Dentre elas, claro, podemos destacar a sucessão da cantora Iza no lugar de Carlinhos Brown no posto de técnica do programa, ao lado dos veteranos Lulu Santos, Michel Teló e Ivete Sangalo. O desempenho da carioca na função foi muito bem recepcionada, e caiu na boca do público, sendo apontada como uma das mais favoritas a conseguir ter sua representante como vencedora da temporada, vulgo Ana Ruth.

+ Globo define cantores sertanejos que estarão no especial de fim de ano ‘Festeja Brasil’

Diante das alterações feitas, a atual edição conseguiu calar a boca de muitos e mostrou que possui fôlego mesmo, obtendo uma das maiores médias da sua história desde o lançamento, em 2012, ainda quando era veiculado nas tardes de domingo.

Com o final marcado para acontecer na noite desta quinta-feira (3), até o penúltimo episódio que foi apresentado os finalistas, além de Ana, como Willian Kessley (time Ivete), Lúcia Muniz (time Lulu) e Tony Gordon (time Teló), a atração acumula média-geral de 25,1 pontos apenas na Grande São Paulo.

+ Juliano Laham expõe boicote e preconceito após viver personagem gay em novela da Globo

O resultado é suficiente para conseguir superar as últimas cinco temporadas, quando-se comparado, no ano passado, o ‘The Voice’ fechou com 23,6, mantendo praticamente o mesmo desempenho da sexta edição, que teve 23,4. Numa trajetória de elevação, as demais edições cravaram 21,5 (2016), 20,2 (2015), 22,1 (2014) e 14,6 (2012). A de 2013, que consagrou Sam Alves como campeão, sendo a primeira edição transferida para o horário nobre global, ainda continua no pódio, com 25,7. Cada ponto equivale a 73 mil domicílios. Os dados são consolidados do Ibope.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here