Leo Dias e Anitta – Reprodução – Montagem/Área Vip

Conquistando seu devido espaço no exterior em meio a investimentos pesados que estão começando a ser reconhecidos por grandes nomes da indústria fonográfica internacional, Anitta estaria possivelmente cogitando sua saída para o Brasil a partir do próximo ano.

+ Anitta e dançarina protagonizam clima quente de romance durante show em São Paulo

Conforme revelado aqui no seu Área VIP, segundo o jornalista Leo Dias, a ‘poderosa’ começou a visar sua mudança de mala e cuia para Los Angeles, na tentativa de fugir das polêmicas recentes nas quais envolveram e ainda contam com seu nome nos holofotes, a exemplo da mais recente, acerca da composição de ‘Onda Diferente’, hit contido no seu álbum ‘Kisses’, em parceria da autora e com quem dividiu os vocais, Ludmilla e o rapper norte-americano Snoop Dogg.

+ Anitta faz discurso citando polêmica com Ludmilla durante show

Em entrevista concedida ao jornalista Gustavo Coruja, do portal Tricotando, a filha de Mauro Machado rasgou o verbo e negou os rumores: “Gente pelo amor de Deus, não coloquem palavras na minha boca. A gente ainda não sabe ainda, mas ano que vem eu me programei pra aproveitar mais a minha família, porque vou completar 10 anos de carreira, estou trabalhando muito, é muito exaustivo”, iniciou.

+ Mãe de Lexa abre o jogo sobre romance com o pai de Anitta

Segundo ela garante, sair do seu país natal não virá a acontecer. “Mas é obvio que eu não vou continuar trabalhando e nunca vou deixar o Brasil, mas tem o plano de em 2020, eu me dedicar mais a minha família, a minha mãe, aproveitar tudo o que eu conquistei que eu ainda não tive esse tempo”, acrescentou. A possibilidade, no entanto, ainda é visto como teórica: “Mas ainda não está nada certo, não se baseiem em coisas que outras pessoas estão colocando na minha boca, estamos pensando”.

Festejando o atual momento no qual o funk se encontra, Anitta celebra o tamanho conhecimento do estilo, que já até mesmo conquistou o coração de grandes nomes como o americano Drake, considerado o artista desta década pela Billboard. “O funk está vivendo um momento onde o mundo está querendo explorar, agora quando eu viajo o povo vem querendo saber como é.O funk já foi proibido por trás dos panos de entrar em grandes programas de televisão, não entrava em grandes festivais e hoje toca em qualquer horário no Brasil inteiro, toca em diversos festivais. Não existe mais projeto de lei para criminalizar então é uma grande evolução”, enfatizou.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here