fbpx

Tainá Müller desabafa sobre sintomas do coronavírus: “Tive medo de morrer”

A atriz revelou que acredita estar com a doença devido aos sintomas que vem sentindo.

Rodrigo Sant’anna ganha declaração do marido no dia do aniversário

O roteirista relembrou como conheceu o humorista

BBB20: Prior questiona Babu: “A gente está fechado ou não?”

Durante conversa no quarto, o arquiteto quis saber qual a posição do amigo dentro do jogo.

Em vídeo, Fábio Jr. comemora volta pra casa e agradece orações

O cantor passou uma semana internado em hospital em São Paulo

Stênio Garcia afirma que moverá ação contra a Rede Globo: ‘Vou atrás’

Stênio Garcia está inconformado com sua demissão da Rede Globo, empresa em que o ator trabalhou por quase meio século. Aos 88 anos e com mais de 70 personagens vividos na TV, ele diz que vai atrás.

BBB20: Carente, Felipe Prior faz pedido inusitado a Flayslane

O brother pediu um abraço à Flayslane, que está cada vez mais próxima do arquiteto

Após críticas, Renata Fan posta foto do torcedor gremista e pede desculpas

-

Renata Fan / Instagram

A apresentadora do programa ‘Jogo Aberto, Renata Fan, causou polêmica essa semana após “criticar” uma mãe que foi agredida na frente do seu filho, em um estádio de futebol durante o clássico GreNal no último sábado (20).

Foi então que ela usou suas redes sociais para falar sobre o ocorrido e pedir desculpas. A apresentadora postou uma foto do encontro do menino com o técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, e afirmou que não foi muito bem interpretada.

“Nem sempre você consegue se expressar da melhor maneira. Vou tentar aclarar e separar minhas colocações. Se puderem e quiserem, leiam até o fim. No episódio do último GRENAL continuo com o pensamento de que ostentar uma camisa adversária na torcida do time da casa, com ou sem criança, adulto, adolescente, jovem, mais experiente, homem ou mulher é temerário! Suscita riscos e não é prudente. Gostaria que a rivalidade permitisse andar com a camisa do seu time no meio do setor rival. Quem sabe um dia! Hoje, ainda não é possível!”, começou a explicação.

“Fora isso e O MAIS IMPORTANTE: agredir, intimidar, traumatizar e hostilizar alguém é INACEITÁVEL. Essa criança não tinha noção do que acontecia. Nem ele, nem a mãe poderiam ser agredidos, em nenhuma circunstância, em nenhum lugar, muito menos em um estádio. Por isso, como colorada, jornalista e formada em Direito, parabenizo a atitude do Grêmio, do Renato Gaúcho e dos jogadores gremistas ao receberem o “guri” com tanto carinho, respeito e humanidade. Esta criança sofreu indevidamente, mas, obteve a redenção e a renovação da fé no futebol com este gesto”, continuou.

“Aplaudo e mantenho uma foto do maior adversário colorado na minha timeline porque ele demonstrou grandeza. Se fui mal compreendida, peço desculpas, mas fico esperançosa, pois esse menino recuperou o respeito que merece hoje e sempre! E não se trata de ser torcedora de um clube, trata-se de ser uma torcedora do bom senso e do amor ao próximo acima de tudo”, finalizou o texto.

Veja o post:

View this post on Instagram

Nem sempre vc consegue se expressar da melhor maneira. Vou tentar aclarar e separar minhas colocações. Se puderem e quiserem, leiam até o fim. No episódio do último GRENAL continuo com o pensamento de que ostentar uma camisa adversária na torcida do time da casa, com ou sem criança, adulto, adolescente, jovem, mais experiente, homem ou mulher é temerário! Suscita riscos e não é prudente. Gostaria que a rivalidade permitisse andar com a camisa do seu time no meio do setor rival. Quem sabe um dia! Hoje, ainda não é possível! Fora isso e O MAIS IMPORTANTE: agredir, intimidar, traumatizar e hostilizar alguém é INACEITÁVEL. Essa criança não tinha noção do que acontecia. Nem ele, nem a mãe poderiam ser agredidos, em nenhuma circunstância, em nenhum lugar, muito menos em um estádio. Por isso, como colorada, jornalista e formada em Direito, parabenizo a atitude do Grêmio, do Renato Gaúcho e dos jogadores gremistas ao receberem o “guri” com tanto carinho, respeito e humanidade. Esta criança sofreu indevidamente, mas, obteve a redenção e a renovação da fé no futebol com este gesto. Aplaudo e mantenho uma foto do maior adversário colorado na minha timeline porque ele demonstrou grandeza. Se fui mal compreendida, peço desculpas, mas fico esperançosa, pois esse menino recuperou o respeito que merece hoje e sempre! E não se trata de ser torcedora de um clube, trata-se de ser uma torcedora do bom senso e do amor ao próximo acima de tudo 👏🏻👏🏻👏🏻❤️💙

A post shared by Renata Fan (@renatafan) on

Entenda a confusão

Um jogo de futebol entre os times Internacional e Grêmio, que aconteceu no último sábado, 20 de julho, causou polêmica com um fato desagradável. Após a partida, uma torcedora, gremista, que estava no estádio Beira-Rio com o filho em um local reservado à torcida rival, foi agredida por torcedores ‘rivais’.

O episódio deixou Renata Fan, apresentadora da Band e, também torcedora do Internacional, inconformada e a famosa decidiu se posicionou contra as agressões, mas também contra a mãe gremista, se mantendo em uma escolha mista. “A gente sabe que o bê-á-bá do futebol não permite isso…” Veja a declaração completa!

Veja também: 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here