Thullio Milionário / Instagram

Uma grande problemática acabou por surgir envolvendo o cantor Thulio Milionário. Ele, que se tornou uma das peças mais conhecidas no cenário sertanejo ao longo deste ano, se tornou destaque diante de sua interatividade calorosa com as fãs, na qual as beija no palco dos seus shows, por exemplo. No entanto, desta vez, ele foi acusado de suposto golpe contra seu ex-empresário e sócio, Cirilo Pereira Cruz.

+ Sertanejo Eduardo Costa se envolve em escândalo de prejuízo milionário e pode até ser preso

De acordo com informações da jornalista e colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o músico teria supostamente desviado em torno de pouco mais de R$ 5 milhões do profissional. Procurado, Thulio aproveitou para negar a prática; alega ter sido afastado sem maior aviso prévio das suas tarefas, e que não foi muito menos informado obre transferências de contratações e movimentações financeiras para uma conta com nome de outros.

+ Mulheres faturam bolada em dinheiro para marcar presença em evento com cantores sertanejos

A assessoria de imprensa do cantor enviou um comunicado sobre a polêmica, e na nota, Milionário ainda tascou-lhe grandes críticas: “Não existe nenhum tipo de pedido ou ação para o afastamento do senhor Cirilo Pereira Luz, até mesmo por este se tratar de um sócio da empresa Milionários Administradora de Shows e Produtora de Eventos Ltda, empresa que transferiu os direitos de administração sobre a carreira do cantor para a nova empresa com total participação e decisão do senhor Cirilo Pereira Luz. Além disso, o artista não reconhece nenhum dos valores declarados como devidos e tais valores serão discutidos na esfera judicial”, disse.

+ Sertanejos João Neto e Frederico lamentam desgaste e cravam: “É preciso mudança”

Cirilo, por sua vez, alega que o cantor faturou em pouco mais de oito meses – de março a novembro deste ano -, pouco mais de R$ 9 milhões, com exceção de contratos para o mês de dezembro. Além da responsabilidade civil, o empresário revelou que pretende entrar na Justiça com uma ação criminal pedindo o sigilo fiscal e bancário do antigo parceiro.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here