DJ Rennan da Penha / Foto: Reprodução: Instagram

O DJ Rennan da Penha, criador do Baile da Gaiola, foi condenado junto com mais 11 pessoas por associação ao tráfico de drogas. Em março deste ano a Justiça do Rio de Janeiro expediu um mandato de prisão contra o cantor, que foi preso em abril.

Mas segundo o jornal ‘Extra’, a defesa do artista vai pedir a liberação do funkeiro que foi condenado em 2ª instância a seis anos de prisão. O pedido será feito com base na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que nesta última quinta-feira (7) derrubou, por seis votos a cinco, a possibilidade de prisão por condenados em segunda instância, ou seja, o cumprimento da pena só pode acontecer após o julgamento de todos os recursos.

Cantor sertanejo é condenado a 30 anos de cadeia por assassinar companheira a sangue frio

“Vamos pedir a liberação dele logo, isso é óbvio. A defesa está aguardando a ata da decisão de ontem para entrar com um pedido de soltura”, disse Billi Barreto, o representante do artista ao jornal carioca.

Após a decisão do STF, o nome do DJ Rennan da Penha se tornou um dos assuntos mais falados na web e os fãs do artista se mostraram ansiosos para vê-lo longe da prisão.

O cantor havia sido absolvido na primeira instância do julgamento, no entanto, na ocasião, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) questionou a prisão de Rennan, e afirmou que a condenação dele era uma tentativa de criminalizar o funk.

Cantor famoso de 32 anos se lança como empresário e anuncia venda de maconha

Lorenna Vieira, mulher do funkeiro, comemorou a decisão do STF e a possível liberação do marido. “Estou muito feliz. É um alívio. Agora é esperar ele ser solto”, disse ela ao Extra.

Vale lembrar que no mês passado, Rennan levou o troféu de ‘Canção do Ano’ no ‘Prêmio Multishow, pela música ‘Hoje eu vou para a gaiola’, que ele fez em parceria com o MC Livinho. A esposa e o empresário do cantor receberam o prêmio por ele no palco da atração e pediram liberdade para ele.

“Viva a favela, viva o funk, viva a liberdade de expressão. DJ não é bandido. E liberdade a Rennan da Penha”, gritou o empresário, que foi aplaudido pela plateia.

Veja também:

Homem com mesmo nome de famoso cantor assassinado é preso aos 40 anos



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here