Leo Dias/Instagram
Leo Dias/Instagram

Leo Dias, colunista do jornal “O Dia” e apresentador do “Fofocalizando”, do SBT, está internado desde segunda-feira (17) no Instituto Brasileiro de Terapias Alternativas (IBTA), localizado na cidade de Paulínia, no interior de São Paulo, para tratar seu vício em cocaína.

Dessa vez, o jornalista resolveu se submeter a um tratamento não convencional para se livrar da dependência química, uma vez que, conforme afirmou diversas vezes, terapias tradicionais não surtiram efeito em seu caso.

Tratamento

Leo Dias / Twitter
Leo Dias / Twitter

Leo Dias está sendo submetido ao uso de ibogaína, um alcalóide presente na iboga – planta africana usualmente usada em rituais – que está sendo empregada em terapias inovadoras contra o vício em cocaína, heroína e morfina.

Antes de se internar, o apresentador chegou a revelar que o tratamento era bastante arriscado, mas que ele não tinha medo da morte.

Segundo informações, a droga, que é administrada por meio de comprimidos, apesar de ter se mostrado eficaz na recuperação de adictos, não é muito bem vista entre alguns profissionais da área médica, uma vez que tem como efeitos colaterais alucinações, visões, vômitos e diarreia.

A internação do jornalista pode durar duas semanas e, de acordo com o UOL, o valor chega a R$ 8.000,00.

Estado de saúde 

Conforme divulgado pelo colunista Ricardo Feltrin, nesta quinta-feira (20), Leo Dias terminou a primeira etapa do tratamento e passa bem, devendo se submeter já a partir de hoje à nova etapa, com a administração de novas doses da substância.

Leo Dias compartilha foto da infância e faz desabafo: “Eu sou a mesma pessoa do passado”

Leo Dias/Instagram
Leo Dias/Instagram

Nesta última sexta-feira (14), em seu perfil do Instagram, Leo compartilhou uma foto de sua infância, de quando ainda era apenas um garotinho, e compartilhou seus medos e expectativas, pedindo que as pessoas orem por sua recuperação… Saiba mais!

Confira também:

“Não é uma internação normal”, revela Leo Dias sobre tratamento do vício em drogas





2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here