fbpx

Morre cantor americano vítima do coronavírus (Codiv-19)

O astro internacional ficou famoso com a música ‘I love rock n roll’

Mari Palma fala sobre celebrar o aniversário longe da família: “É uma dor gigante”

A jornalista completou 31 anos e celebrou a data ao lado do namorado.

Depois de afastamento de Gabriela Prioli, Reinaldo Gottino usa rede social para pedir desculpa

A advogada deixou 'O Grande Debate', mas pode continuar na CNN

Rafa Vitti relembra foto com Jorge Fernando e presta homenagem

O diretor, que faleceu em outubro do ano passado, completaria 65 anos neste domingo (29).

Thais Fersoza encanta ao mostrar os filhos brincando juntos

A atriz mostrou os Melinda e Teodoro se divertindo enquanto Michel Teló preparava o churrasco.

“Finalmente podemos ficar grudadinhos”, celebra Preta Gil ao posar com o marido

O casal estava separado desde que a cantora descobriu que estava com coronavírus.

Padre famoso arranja polêmica em missa após pedir dinheiro para viúvas

-

Silhueta Famoso

Um padre causou uma grande polêmica após fazer um apelo um tanto quanto inusitado aos fiéis que assistiam uma de suas missas semanais na paróquia Nossa Senhora do Socorro, em Mogi das Cruzes, localizada na Grande São Paulo.

O religioso, Alessandro Campos, pediu dinheiro para bancar seu novo programa no canal Rede Brasil. Segundo o site Notícias da TV, o alvo dele são as viúvas e aposentadas, com quem ele brinca que mataram seus maridos para ficarem com as pensões.

“Alguém me dizia: ‘Padre, o senhor realmente vai fazer a missa transmitida? Mas vai pagar de que jeito?’. Eu falei: ‘Eu não vou pagar. Até porque eu não tenho [dinheiro], quem vai pagar vai ser vocês (sic). O dinheiro tá no bolso de vocês. Principalmente vocês aposentadas, que já são viúvas de três, quatro maridos. Que já ganha pensão de uns três, quatro que vocês mataram (sic)”, disse o religioso durante uma missa realizada no último dia 24.

Alessandro Campos teve uma passagem relâmpago pela RedeTV!, que ficou frustado com o baixo índice de audiência e também com o faturamento. Ainda segundo o site, o padre conseguiu um espaço semanal na grade da RBTV, onde a emissora cedeu para o horário das 19h30 às 21h30 das quartas-feiras, para que possa transmitir suas missas, e diz que não lhe cobra um centavo.

No entanto, ao religioso, cabem os custos de produção, e por causa disso é que ele fez o apelo aos seus durante suas missas, e ainda informa o número da conta bancária, da Mitra Diocesana de Mogi das Cruzes, para que eles possam contribuir. “Eu preciso de R$ 60 mil para pagar a missa”, avisou.

E é para esse fim que o padre apela a seus fiéis nas missas que celebra. Mas em vez de pedir para que depositem suas singelas colaborações na caixinha de ofertas da missa, ele informa o número da conta bancária da Mitra Diocesana de Mogi das Cruzes. “Eu preciso de R$ 60 mil para pagar a missa”, avisou.

O site ainda informou que a RBTV disse que a emissora cede o horário ao padre Alessandro Campos gratuitamente, e que não tem controle sobre o valor arrecadado por ele em suas missas, mas acredita que tudo será utilizado para financiar a parte operacional. O padre não se pronunciou sobre o caso.

Alessandro Campos / Foto: Divulgação

Novidades na grade da Rede Brasil de Televisão

Outras polêmicas

O padre Alessandro Campos ficou conhecido por tratar seus fiéis de uma maneira bastante peculiar. O religioso costuma chamar as idosas de ‘véias’, e durante uma missa chegou a desejar a morte de uma senhora, que sempre está acompanhando o programa na plateia, este na Rede Vida. Além disso, ele chegou a fazer comentários sobre as aparências físics de algumas pessoas.

No ano passado, o padre criticou alguns hábitos da Igreja Católica para justificar seu apelo aos fiéis por doações mais polpudas para conseguir colocar seu programa no ar. “Celebrar missa na televisão custa muito caro, porque existe toda uma estrutura por trás de uma transmissão. Vocês percebem que aqui nós temos um câmera, dois câmeras, três, quatro lá em cima. Tem toda essa parafernalha de som. Porque não pode ser som de igreja. Geralmente os sons da igreja, das nossas igrejas católicas principalmente, infelizmente são horríveis”, disse.

“Não investimos no som. Compramos o mais barato, o mais simples. É sempre assim. Pra Deus é sempre o mais barato, o mais simples, infelizmente. Eu parei de celebrar nas comunidades por conta disso, porque eu saio de lá rouco. Tem os megafones e aquelas caixinhas que ninguém escuta”, continuou ele.

“Se queremos fazer tudo de bom para Jesus Cristo, a gente tem que pagar, sim. E o mais interessante é que tudo isso aqui não é só para vocês, é para o Brasil inteiro. Eu não tenho ideia mais ou menos de quantas pessoas estão nos vendo na televisão. Mas acredito eu que pelo menos umas 50 milhões de pessoas estão nos assistindo neste momento”, disse.

Veja também:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here




site statistics