Margareth Menezes – Reprodução/Instagram

Uma das maiores vozes do samba e do axé, Margareth Menezes causa quando quer, e consegue. Durante entrevista concedida ao programa ‘Papo de Segunda Verão’, no GNT, nesta última segunda (10), a cantora surpreendeu ao expôr sua concepção acerca de assuntos polêmicos relacionados a um relacionamento sério, dentre eles a traição.

+ Viúva de Marielle Franco está vivendo romance com famosa cantora

Fábio Porchat, um dos apresentadores da atração, questionou a premiada artista, que foi breve na resposta. “Ser corna é pior do que ser corno perante a sociedade?”, perguntou Porchat. “É tudo a mesma coisa. Não tem esse negócio de pior, não”, respondeu Margareth. O humorista, então, opinou: “Mas acho que para o homem é pior, pois tem esse lance de se sentir ofendido, de manchar a honra”, disparou.

+ Talita, filha de Deise Cipriano, revela atual situação após morte da mãe e cantora

“Que honra? Isso é uma coisa muito velha, muito antiga. Os homens precisam acabar com isso, até porque hoje em dia os casamentos não duram tanto assim. É uma realidade da sociedade, infelizmente”, rebateu a cantora de 57 anos, que colocou um fim no seu casamento de dez anos em meados de 2018 com o artista plástico Robson Costa. “É claro que todo mundo quer casar e ficar junto a vida toda, mas as coisas acontecem”, completou.

+ Marido da sertaneja Simone relembra cantora grávida e fala sobre relação com a famosa

Sobre caso de revolta acerca de “chifres”, Margareth refletiu: “Isso precisa ser tratado, porque está recorrendo a uma situação aqui no Brasil que é o feminicídio, uma coisa inédita por aqui. Eu nunca vi isso; ex-namorados, ex-maridos e ex-não sei o que matando as mulheres. Que negócio é esse? Vamos parar com isso. Eu, como mulher estou assombrada porque todos os dias nos jornais têm mais de uma, duas ou três mulheres assassinadas no Brasil”, destacou.

Veja também:

Envolvida em polêmicas e críticas, nova namorada do jogador Hulk some das redes sociais



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here