Sem dinheiro, e pior, cheia de dívidas, Beatriz é obrigada a vender a boate para não amargar ainda mais prejuízos. Quando conta para Dante o que aconteceu, ele a aconselha a procurar emprego. “Dante, olha bem pra mim. Eu estudei nos melhores colégios e faculdades, falo três línguas fluentemente, recebi a melhor educação que o dinheiro pode comprar! Eu me preparei para ser a dona de um império e não uma reles trabalhadora!”, justifica a patricinha.

Dante acha ótimo que ela tenha tantas qualificações, assim fica mais fácil encontrar uma vaga no mercado. Ele pega o jornal e entrega para ela, incentivando-a. Sem alternativa, Bia se deixa vencer, sai à procura de emprego e descobre que não é tão fácil como imaginava. Ela tenta uma vaga em três empresas diferente, mas, por causa do seu jeito arrogante, não consegue emprego.

Bia, então, decide procurar emprego entre as pessoas que conhece. Vai a um ateliê de alta costura e acaba brigando com o estilista, ao pedir para assumir o cargo que é dele. Depois, tenta uma vaga de vendedora numa loja luxuosa, onde costumava fazer compras. Consegue o emprego, mas é demitida ao atender a primeira cliente. Também, pudera, ela acaba com a auto-estima da cliente ao dizer que ela é baixinha e está acima do peso.

Depois de passar o dia atrás de emprego e não conseguir nada, Bia passa na boate para pegar suas coisas que ainda estavam lá. Adriano descobre que ela está atrás de emprego e avisa que a vaga que era do Teobaldo, no café de Vitor, ainda está aberta e avisa que ela pode trabalhar lá. Bia se surpreende quando Vitor lhe diz que está contratada e quer saber tudo o que uma gerente faz. “Gerente? Tenho planos melhores pra você, Bia. Toma! Você vai ser garçonete!”, avisa, enquanto entrega o avental. Antes que ela possa reclamar, ele se vira para Xongas e pede para ele a ensinar o serviço. “E Bia, vê se aprende a sorrir”, fala o patrão.

Essas cenas devem ser exibidas á partir de segunda-feira, dia 19.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here