BBB20 - Hadson (Globo/João Cotta)
BBB20 – Hadson (Globo/João Cotta)

De tudo eu tirei algo positivo”. É essa a lição que Hadson, que deixou o ‘Big Brother Brasil’ em um paredão contra o amigo Felipe, com 79,71% dos votos, leva do reality.

BBB20: Hadson é o terceiro eliminado

O ex-jogador de futebol e treinador entrou na casa sem medo dos desafios. Jogou, se expressou, foi questionado e conta que, acima de tudo, aprendeu muito no programa: “Eu, com 38 anos, pensei que já tinha vivido de tudo. Mas o ‘Big Brother Brasil’ foi sem palavras. Saio do programa com um alto nível de crescimento”. A seguir, ele fala sobre sua experiência no BBB.

Como você avalia sua passagem pelo BBB 20?
Foi um momento surreal da minha vida. Ser um dos nove escolhidos dentre todos que se inscreveram, para mim, é motivo de gratidão eterna. Fiquei muito honrado. 

Qual foi o melhor momento dessa experiência?
De tudo eu tirei algo positivo. Mas as festas eram o momento onde a gente extravasava, então esses momentos foram os melhores. 

E o mais difícil?
O momento depois do erro. Eu errei? Sim. Mas fui acusado por muitas outras coisas que, ao meu ver, foram injustas. As pessoas entenderam que eu ter recuado, ficado mais fechado depois disso, foi estar arrogante, achar que eu estava certo. Mas, pelo contrário, eu fiz isso porque eu tive medo de as pessoas jogarem mais pedras. Então recuei, e as pessoas entenderam mais errado ainda. 

O que mais te surpreendeu na casa?
A casa é um espetáculo, um luxo, coisa surreal. 

Você acha que a entrada da Ivy e do Daniel mudou os rumos do jogo?
Com certeza. Acho que se eles não tivessem entrado, eu estaria na casa até hoje. 

Eles contaram para as meninas sobre o “plano de sedução”. O que você pode comentar sobre essa ideia?
Falei como uma brincadeira, um “verde” que joguei, mas não deveria ter falado. Não era para eu ter me expressado dessa forma. Errei e assumo o erro. Pedi perdão e peço de novo quantas vezes for preciso porque isso não vai me diminuir nem me deixar maior. Não era para ter feito, ponto final. 

Por que, em um primeiro momento, você negou ter falado sobre isso com a Gizelly e a Marcela?
Na casa é uma tensão e uma adrenalina o tempo todo. A gente já acorda pensando no que vai fazer. E eu realmente não lembrava, não tinha certeza do que eu tinha falado. Eu tentei jogar um “verde” para elas se encontrarem no jogo e acabei falando daquela forma, que não foi correta. 

Algumas falas suas foram consideradas machistas. Como você vê isso?
Acho que, na minha realidade, esse assunto não é muito debatido. Claro que o mundo tem que se atualizar e todas as pessoas têm que ter informação, evoluir e crescer. No BBB encontrei pessoas que estavam mais atentas a essa questão. O fato é que eu aprendi muito quando aconteceu essa situação. 

Você se arrepende de alguma coisa?
Me arrependo de ter entrado muito focado em jogo. Entrei muito na adrenalina. Eu sou assim na vida: muito competidor, determinado. Mas acho que não era preciso tanto. 

Fez amizades na casa?
Sim! A Bianca, por exemplo. Ela foi muito humana, ouviu os dois lados, não apontou o dedo e não julgou. As pessoas me julgarem e me rotularem foi o que me magoou. Ela não me deu razão, só que ela me ouviu e, para mim, isso já é uma grande coisa. A pessoa estar aberta a te ouvir não te deixa sozinho na situação. Aqui fora vou ter uma boa amizade com ela. Na saída ela me deu um abraço e me disse: “Grandão, ‘é nós’ lá fora”, e isso me emocionou muito. E os meninos também, praticamente todos. Guilherme, Lucas… O Prior, então, é uma dupla que vai fazer falta.

Após críticas, Tiago Leifert se pronuncia: ‘Não sou Juiz do Mundo’

Que aprendizado você tira dessa experiência?
Todo tipo de aprendizado. Eu, com 38 anos, pensei que já tinha vivido de tudo, muito por conta do mundo do futebol, de onde eu venho, que também faz viver altos e baixos. Mas o ‘Big Brother Brasil’ foi sem palavras. Saio do programa grande, com um alto nível de crescimento. 

Quem você acha que está forte no jogo?
Eu ainda estou começando a receber as informações aqui de fora, me atualizando. De bate-pronto, para mim, o Lucas ou o Prior levam. O Guilherme é um menino bom, mas é muito coração, acho que pode se perder no meio do caminho. Mas eu ainda tenho que ver o que as pessoas estão falando e pensando aqui fora. 

Para quem fica sua torcida?
Seria injusto eu falar um só. Eu queria muito que o Prior ou o Lucas ganhassem. 

Agora que saiu da casa, quais são os seus planos?
Eu preciso trabalhar (risos)! 

Se você pudesse resumir em uma palavra a experiência do ‘Big Brother Brasil 20’, qual seria?
Maravilhosa.

Enquete BBB20: Quem deve ganhar o reality? – Vote!

Fique Ligado

Todas as novidades, provas, enquetes e eliminações do BBB20 você fica por dentro aqui, na cobertura especial do seu Área VIP!



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here