Fernando Grostein Andrade e Luciano Huck / Instagram

Fernando Grostein Andrade é cineasta e irmão do apresentador global Luciano Huck, sendo 17 anos mais jovem. Ele esteve na parada LGBTQI+ que aconteceu em Los Angeles, nos Estados Unidos, e, depois do evento, utilizou-se das redes sociais para um desabafar.

O irmão do apresentador Luciano Huck aproveitou o momento e comentou tristemente sobre o preconceito que sofria nas escolas onde estudou: “[…] Por que é importante? Quando eu era estudante ouvia piadas contra nos LGBTQs em todas escolas onde estudei. Vera Cruz, Santa Cruz e também na FGV onde me formei. Não eram todos, mas eram muitos alunos e até alguns “professores”. Na época em que dirigia publicidade, lembro de uma reunião numa época em que dirigia publicidade, lembro de uma reunião numa grande agência onde a diversão de alguns publicitários foi passar um bilhete falando: “o diretor é viado”. Em outra, me demitiram de comercial de cerveja com o tema futebol depois de escutar minha (sic) voz e me acharem muito delicado na reunião. Anos depois me assumi aqui na Internet, nos jornais e na TV, justamente por acreditar que não devemos e não podemos mais nos calar e precisamos nos posicionar”, enfatizou.

Fernando parece não ter esquecido as ofensas até hoje, e comentou sobre mensagens que recebeu ao longo de sua vida, algumas declaradamente ofensivas, mas recebeu, principalmente, de apoio: “Recebi mensagens públicas e anônimas de apoio, mas também outras dizendo que deveria apanhar até a morte. Levando em conta que sou branco e nasci cheio de privilégios, imagino o quanto aqueles que não tiveram os escudos que eu tenho sofrem. Uma vez entrevistei um grande banqueiro que disse que privilégio deve ser exercido com responsabilidade. Por isso continuo e vou continuar a levantar a bandeira LGBTQ com orgulho. Parada não é farra, não é só festa. Parada é para mostrar: estamos aqui, somos fortes, não vamos recuar e vamos avançar. Incontáveis anos em que a Igreja Católica promoveu uma sangrenta perseguição a nós pelas palavras de Paulo de Tarso, o São Paulo, institucionalizaram a homofobia na politica, educação e no esporte. Com o avanço dos promotores de ódio, deixo claro nossa posição: somos muitos e não vamos nos curvar”, arrematou, com conhecimento e firmeza.

Veja: 

Fernando Grostein / Instagram

Filho de cantor sertanejo revela como contou ao pai que era gay

Gabeu e Solimões – Reprodução/Instagram

Filho do cantor sertanejo Solimões, da dupla com Rio Negro, Gabeu, que se lançou na música com o estilo próprio, fez revelações em entrevista ao jornal Extra sobre sua orientação sexual e contou como foi revelar ao pai que era gay.

“Meu pai foi a primeira pessoa da minha família que eu conversei sobre minha orientação sexual. Mas eu pensei de forma estratégica! Ele e minha mãe são separados e, na época, eu morava com ela. Então… Saiba mais!

Veja também:



4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here