Wagner Moura – Reprodução/Instagram

Longe dos trabalhos, Wagner Moura está aproveitando o tempo livre para viajar e curtir a vida. De férias, o ator surgiu na Chapada Diamantina, na Bahia, e claro, não passou despercebido nem mesmo pelos turistas que lá estiveram presentes, também para prestigiar a beleza única da região paradisíaca.

+ Helô, mãe de Ticiane Pinheiro, abre o jogo e faz revelação sobre romance com Roberto Carlos

+ Separada, semelhança entre Juliana Didone e filha chama atenção dos internautas na web

+ Sertanejo Fernando irrita a namorada, Maiara, e cantora confessa: “Sou louca de ciúmes”

O ator sempre chamou a atenção justamente por viver discretamente sua vida pessoal, e nos últimos dias, foi tietado por uma moça desconhecida, onde surgiu sorridente ao lado da gata. Só de sunga azul, sem camisa, ele impressionou pela boa forma física, beirando os 50 anos. “Licença, viu! Encontrar Wagner Moura e ainda na Chapada não é para qualquer um!”, escreveu a jovem, orgulhando-se de ter encontrado a estrela do seriado ‘Narcos’, o intérprete de Pablo Escobar.

Confira!

Wagner Moura e fã – Reprodução/Twitter

Sem ter de precisar provar mais nada, Wagner Moura nunca foi de expôr a sua vida pessoal para ninguém, e claro, é sempre aclamado pela sua atuação nos trabalhos, mais uma vez provando que é um dos melhores atores da sua geração.

Ação judicial

De acordo com o site Uol, o ator Wagner Moura foi ganhou uma ação indenizatória hoje. A ação foi movida contra o jornalista Reinaldo Azevedo e também contra a Editora Abril.

A matéria repercutiu de forma negativa pois foi noticiada como: “Wagner Moura, o ‘aclamado’ do nariz marrom, levou um R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura”, e levou à justiça o jornalista Reinaldo Azevedo por ter assinado a matéria, e a Editora Abril, por ter pulicado.

No início, o ator Wagner Moura pediu uma indenização de R$ 150 mil, porém, de acordo com a decisão da juíza que analisou o caso, Juliana Leal de Melo, da 9ª Vara Cível do Rio de Janeiro, tanto o jornalista quanto a editora Abril foram condenados a indenizar o ator no valor de R$80 mil. Confira!

Entenda o caso

A revista Veja teria publicado uma matéria intitulada “Wagner Moura, o ‘aclamado’ do nariz marrom, levou um R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura”, como foi mencionado. O ator se defende dizendo que “nunca recebeu um centavo da Lei Rouanet e que, caso fosse contemplado com tal verba, não estaria praticando qualquer ilicitude”.

Wagner Moura também afirma, segundo o site Uol, que “Durante sua carreira somente prestou serviços como empregado para empresas que tiveram projetos contemplados na Lei Rouanet, jamais sendo o autor o proponente”. A matéria foi publicada pela revista Veja em março de 2016, e a sentença foi baseada em danos morais. Entenda!

Veja também:

Wagner Moura se diz solidário com Jean Wyllys após polêmica



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here