Neymar e Najila Trindade / Foto Montagem: Área Vip

A modelo Najila Trindade ficou conhecida após vir à público acusar o jogador Neymar Jr. de estupro, em maio deste ano. E após o arquivamento do inquérito, nesta terça-feira (10), ela foi denunciada pela Polícia Civil por denunciação caluniosa, fraude processual e extorsão.

“Com base no conjunto probatório reunido durante as investigações, a delegada decidiu pelo indiciamento de N. e Estivens Alves seu ex-companheiro, pelo crime de fraude processual (art. 347, parágrafo único, CP). Decidiu, ainda, por indiciar Alves pelo artigo 218-C, por divulgar material com conteúdo erótico de N. para um repórter, em troca de publicações suas na internet”, diz a nota da Secretaria de Segurança Pública, segundo o portal G1.

Ainda de acordo com a publicação, a modelo terá que responder pelos delitos. “Após o esclarecimento da materialidade delitiva, procedida à realização das respectivas perícias e oitivas, a autoridade também decidiu pelo indiciamento de N. nos crimes de denunciação caluniosa e extorsão”, completou.

Relembre o caso

No dia 31 de maio Najila Tridade fez um boletim de ocorrência acusando o jogador Neymar Jr de estupro. A modelo contou aos policiais que conheceu o atleta no Instagram e, depois de algumas mensagens trocadas pela rede social, os dois começaram a se falar por WhatsApp. Depois de algumas semanas de conversa, ela foi convidada por ele para ir a Paris visita-lo. Segundo ela, Neymar pagou todos os custos da viagem.

Após fazer a denuncia passou a circular na web um vídeo em que ela aparece batendo no jogador. Segundo a modelo, isso foi um revide às supostas agressões ela havia sofrido quando estiveram juntos da primeira vez.

Também surgiram na web fotos e um laudo apontando hematomas nas nádegas de Najila. Na troca de mensagens entre eles, Neymar falou que a modelo também foi culpada pelas lesões porque “pedia mais”. Ela negou.

Veja também: 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here