Fernanda Gentil / Instagram

A apresentadora do programa ‘Se Joga’, da Globo, Fernanda Gentil, decidiu usar suas redes sociais na manhã desta sexta-feira (22), para falar sobre um assunto muito importante: as fake news.

Como você leitor pode acompanhar aqui no seu Área Vip, na última quarta-feira (20), o apresentador da Record TV, Gugu Liberato, sofreu um acidente doméstico, em Orlando nos Estados Unidos, e foi parar no hospital. Ele caiu de um altura de cerca de quatro metros, e bateu a cabeça, seu estado de saúde é gravíssimo.

Após acidente, famosos mandam boas energias para Gugu Liberato

Após muitas especulações, surgiu boato de que ele havia tido uma morte cerebral, o que causou grande comoção em seus amigos e fãs, que passaram a lamentar sua morte nas redes sociais. Mais tarde, no entanto, a assessoria de Gugu desmentiu a notícia e afirmou que ele estava vivo.

Fernanda Gentil, então, decidiu falar sobre essa situação, e além de pedir para que haja uma maior apuração, ela pediu para que as pessoas tenham mais respeito e empatia umas com as outras.

Sertanejo Eduardo Costa se revolta com notícia de suposta morte de Gugu

Confira o alerta da apresentadora:

“Um furo não vale a vida, uma manchete não vale uma amizade. Em nenhuma circunstância. Sobre nenhum assunto. Antes de sermos jornalistas somos pessoas, com as mesmas dores e delícias das pessoas sobre as quais falamos. Já errei falando dos outros porque não chequei a notícia antes de ler em rede nacional. Morri de arrependimento. Liguei, me desculpei. Corrigi também em rede nacional. E aprendi mais ainda que cada linha e cada vírgula têm uma importância imensa, principalmente quando falamos de gente, e não de coisas.

Nenhuma “morte” é tão urgente que não mereça mais uma apuração. E toda e qualquer vida é mais importante do que um mero clique. Desde que o mundo é mundo a pressa é inimiga da perfeição.  Provavelmente a manchete mais importante da nossa carreira não vai ser sobre uma morte. Mas ela certamente vai atrapalhar a vida de muita gente. Então que a gente cuide mais uns dos outros, que respire, releia e sonde antes com calma. O mundo não vai acabar. Muito pelo contrário – o dia seguinte há de chegar; tanto pra quem lê, como pra quem escreve”, finalizou ela.

View this post on Instagram

Um furo não vale a vida, uma manchete não vale uma amizade. Em nenhuma circunstância. Sobre nenhum assunto. Antes de sermos jornalistas somos pessoas, com as mesmas dores e delícias das pessoas sobre as quais falamos. Já errei falando dos outros porque não chequei a notícia antes de ler em rede nacional. Morri de arrependimento. Liguei, me desculpei. Corrigi também em rede nacional. E aprendi mais ainda que cada linha e cada vírgula têm uma importância imensa, principalmente quando falamos de gente, e não de coisas. Nenhuma “morte” é tão urgente que não mereça mais uma apuração. E toda e qualquer vida é mais importante do que um mero clique. Desde que o mundo é mundo a pressa é inimiga da perfeição. Provavelmente a manchete mais importante da nossa carreira não vai ser sobre uma morte. Mas ela certamente vai atrapalhar a vida de muita gente. Então que a gente cuide mais uns dos outros, que respire, releia e sonde antes com calma. O mundo não vai acabar. Muito pelo contrário – o dia seguinte há de chegar; tanto pra quem lê, como pra quem escreve.

A post shared by Fernanda Gentil (@gentilfernanda) on



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here