Fernanda Young – Reprodução/Instagram

A dor da perda é eterna, e Estela May quase sempre protagoniza momentos de lamentações sobre a perda da mãe, a saudosa escritora Fernanda Young, que morreu no último mês de agosto, aos 49 anos, após uma parada respiratória devido uma crise de asma.

+ Simone e Simaria revelam complicação no estado de saúde diante de shows

+ Rainer Cadete entrega segredo sobre reviravolta de Josiane em ‘A Dona do Pedaço’

+ Repórter da Globo é acusada de farsa durante reportagem pela prefeitura

Desta vez, na noite da última quarta-feira (11), a herdeira da artista prestou mais uma bela homenagem à mãe nas redes sociais. “Você acreditava piamente que meus olhos eram azuis – são verdes. Era a única que ficava desse lado da discussão. Os seus eram lindos – olhos cor da Baía de Guanabara – como você proclamava naqueles seus monólogos poéticos de vez em quando. Cê dizia que tomou um susto quando me viu da primeira vez, minisculíssima, porque nasci ruiva de olho claro. Que eu te olhei com um olhar de ‘ah não, de novo não’. O bebê Johnson verdadeiro, mas que miava que nem um gato sendo esfaqueado e era tão emburrado que chegava a ser grosseiro”, disse.

“Cê sempre disse que eu nasci com 100 anos, a alma mais velha que cê conheceu. Sempre admiti meus 119 mas ultimamente tenho me sentindo com 11. 13, na verdade, porque de vez em quando penso em garotos. Lembro que eu gostava quando você aparecia de cabeça raspada, tão tão linda. Gosto de lembrar da sua risada e sorriso e o fato de TODOS os óculos escuros do mundo ficarem bons em você. Impressionante. Chorar limpa, cê sempre me disse. Tenho chorado bastante e quando choro meus olhos ficam azuis”, concluiu a artista, num trecho do desabafo.

Confira, na íntegra!

View this post on Instagram

você acreditava piamente que meus olhos eram azuis – são verdes. era a única que ficava desse lado da discussão. os seus eram lindos – olhos cor da baía de guanabara – como você proclamava naqueles seus monólogos poéticos de vez em quando. cê dizia que tomou um susto quando me viu da primeira vez, minisculíssima, porque nasci ruiva de olho claro. que eu te olhei com um olhar de “ah não, de novo não”. o bebê johnson verdadeiro, mas que miava que nem um gato sendo esfaqueado e era tão emburrado que chegava a ser grosseiro. dizia que eu só fui gostar de você com 5 e poucos anos, e a gente ria daquela história de quando, no beach park, você se atrasou 2 segundos pra me pegar do tobogã e eu te dei um baita tabefe no rosto. o momento mais badass da minha vida, acho. cê sempre disse que eu nasci com 100 anos, a alma mais velha que cê conheceu. sempre admiti meus 119 mas ultimamente tenho me sentido com 11. 13, na verdade, porque de vez em quando penso em garotos. lembro que eu gostava quando você aparecia de cabeça raspada, tão tão linda. gosto de lembrar da sua risada e sorriso e o fato de TODOS os óculos escuros do mundo ficarem bons em você. impressionante. chorar limpa, cê sempre me disse. tenho chorado bastante e quando choro meus olhos ficam azuis

A post shared by Estela May (@e.mym) on

Outra filha prestou homenagem

A filha da escritora e atriz Fernanda Young, Cecília, usou as redes sociais nesta última quinta-feira (5), para emocionar os seus seguidores. Ela revelou que começou a usar os pertences da mãe.

Em uma foto, publicada em seu Instagram, ela compartilhou o momento em que usava uma roupa de sua mãe, Fernanda Young. Apesar de ter ficado um pouco grande, Cecilia, na legenda da publicação, explicou o motivo de usar. A razão é para lá de emocionante. Confira!

Veja também:

Revelada causa da morte da escritora Fernanda Young; veja



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here