Catra/Instagram
Catra/Instagram

Amigos, familiares e fãs acompanharam o sepultamento de Mr. Catra, no cemitério Jardim da Saudade, no Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (11). Durante o cortejo, os amigos cantaram “Vida na Cadeia, primeiro grande sucesso do cantor, ‘O Simpático e Adultério’. Antes do sepultamento, um pastor evangélico frisou que o artista ajudou a construir uma igreja em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio.

Emocionado, DJ Marlboro, que lançou Catra no mundo do funk, lembrou momentos da carreira do cantor. “Na época era Doutor Rocha e Mister Catra, a dupla, em 1995. Eu sempre via nele uma pessoa importante pro funk pela inteligência que ele tinha e personalidade ímpar. Acho lamentável a morte do Catra. Ele tinha muito a contribuir pro funk ainda, com o discurso que ele tinha. Ele era generoso e amoroso. Autêntico e verdadeiro, esse era o Catra“, disse o DJ ao portal R7.

Morte precoce

Wagner Domingues Costa, morreu aos 49 anos às 15h20 de domingo (9) vítima de falência múltipla de órgãos em decorrência de um câncer no estômago. Ele deixou 3 mulheres e 32 filhos.

O corpo do cantor chegou no Teatro João Caetano, Centro do Rio, por volta das 21h15 de segunda-feira (10) para a segunda parte do velório. O músico também foi velado em Guarulhos, na Grande São Paulo, e seguiu por volta de 14h para o Rio.

Veja também:

Famosos lamentam a morte de Mr. Catra



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here