Maria do Camo, Zé Américo e Carlos Alberto de Nóbrega em A Praça É Nossa – Lourival Ribeiro/SBT

Cada um sabe das suas dificuldades, e Maria do Carmo da Silva Alves é uma peça muito querida e respeitada nos estúdios do SBT. Aos 66 anos, ela é um dos nomes que compõe o time de artistas que aparece todas às quintas-feiras, na tela do ‘A Praça é Nossa’. Há seis anos, ela integra no elenco do humorístico, na pele da Carminha.

+ Morre humorista Rapadura, do programa ‘A Praça é Nossa’

A artista, inclusive, arranca risadas ao contracenar com Américo, e em entrevista concedida ao portal UOL, Maria do Carmo rasga elogios ao parceiro: “Eu me sinto muito legal perto de um homem desses!”, afirma ela, que fatura em torno de R$ 200 a cada participação no programa, e com o cachê, desembolsa toda a quantia na compra remédios para o filho autista, Miguel.

+ Aos 83 anos, Carlos Alberto de Nóbrega sofre três grandes perdas

“Ele é especial. Recebo um salário dele, do INSS, porque tem autismo. Ele já nasceu assim, mas pensava que ele não tinha problema nenhum. Soube aos 12 anos. Cheguei a ficar muito deprimida, chorava direito, mas a psicóloga falou: ‘Tenha calma, é assim mesmo’. Batia nele sem saber, hoje não faço isso“, conta ela sobre ele, que é um dos seus sete filhos, que não é muito contente com a carreira artística da mãe: “Ele não gosta, fica no sofá comigo e fala: ‘Daqui a pouco tem a Praça, eu tô fora’, e vai para o quarto dele. Acho que é ciúme”, conta.

+ “Minha cabeça pirou”, diz Carlos Alberto sobre morte de Gugu e Rapadura

Maria do Carmo foi incentivada por uma vizinha a integrar na caravana de Sineide, que há 32 anos preenche auditórios do SBT e outras emissoras. A caravanista leva 40 mulheres para a plateia da Praça. Cada uma recebe R$ 30, o que contribui para a renda familiar. “Comecei a gravar com o Paulinho Gogó. Fui [para o auditório] para sentar, bater palmas e dar risada. De repente, a produção me chamou. Há mulheres que ficaram até com ciúme, mas eu não ligo”, compartilha a intérprete de Carminha.

Carlos Alberto de Nóbrega abandona gravações no SBT após descoberta de nova morte

Zé Américo, por sua vez, é só elogios sobre Maria, e alega que ela é uma grande contribuinte para abrilhantar ainda mais o programa. “Um dia, a Carminha falou para mim que tem um filho especial, que precisa dela, então faço questão que ela esteja em todos os quadros porque acho que vai ajudar, e é um charme ela estar sempre no programa, desde o Falta Horas. Ela só engrandece o nosso quadro com o jeito dela. A nossa maior alegria é ter uma piada legal da Carminha”, elogia o humorista.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here