Dj Rennan da Penha / Instagram

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na derrubada nesta última semana, por seis votos a cinco, a possibilidade de prisão por condenados em segunda instância, ou seja, o cumprimento da pena só pode acontecer após o julgamento de todos os recursos, adiantou a papelada na liberdade do DJ Rennan da Penha.

+ Cantor sertanejo é condenado a 30 anos de cadeia por assassinar companheira a sangue frio

Conhecido por ter sido idealizador do famoso e conhecido Baile da Gaiola, o artista está presto desde meados de abril, após um mandado de prisão feito pela Justiça do Rio de Janeiro. Sua defesa, inclusive, entrou com pedido de liberdade, e em entrevista concedida a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o empresário do funkeiro, Billi Barreto, alegou que ele não será solto esta semana, conforme planejado.

 + Cantor famoso de 32 anos se lança como empresário e anuncia venda de maconha

“O pedido de soltura está na mesa do juiz para ele autorizar, mas nesta quinta-feira tem um evento do Poder Executivo que envolve a Plataforma dos Ministérios e dos Tribunais e não vai haver expediente em Brasília. A decisão não vai ser tomada essa semana”, contou o representante do artista. A torcida, principalmente nas rede sociais, é grande para a saída do músico e compositor acontecer.

Para quem não sabe, recentemente ele conseguiu vencer na categoria de ‘Canção do Ano’ no ‘Prêmio Multishow’, pela música ‘Hoje eu vou para a gaiola’, que ele emplacou em parceria com o MC Livinho. A esposa, Lorenna Vieira, e o empresário do cantor receberam o prêmio por ele no palco da atração e pediram liberdade para ele. “Viva a favela, viva o funk, viva a liberdade de expressão. DJ não é bandido. E liberdade a Rennan da Penha”, gritou o empresário, que foi logo ovacionado pela plateia logo na sequência.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here