Gabriela / Reprodução: GloboPlay

Na tarde desta última sexta-feira (15), durante um papo com RodrigoGabriela relembrou de um momento da sua adolescência quando percebeu que era homossexual. A paulista confessou para o brother que buscou auxílio na sua religião, pois na época ela achava ser errado sentir o que estava sentido.

“Quando eu percebi que eu gostava de meninas, eu comecei a ir na igreja, pedi pra Deus tirar isso de mim. Eu tinha uns 14, 13 anos. Rezava, rezava, rezava, pedia, pedia… Que estava errado, que minha mãe ia ficar chateada”, contou a sister.

Gabi ainda disse que chegou a falar com o padre sobre o assunto: “Eu peguei e falei pra ele que tava errado, que eu tava sentindo coisas estranhas há muito tempo, que eu não queria sentir e queria dar exemplo pra minha mãe. Aí ele falou: ‘Você acha que isso daí é seu maior erro?’. Eu falei: ‘É’. Ele respondeu: ‘Ninguém escolhe quem a gente vai gostar, em quem a gente vai sentir amor’. Ele falou que isso não está errado”, continuou.

“Eu falei: ‘Por que que não tá errado?’. E ele falou: ‘Porque não tá errado, você tá se torturando à toa, tá se machucando à toa. Você não precisa, você é muito nova pra ficar sentindo tudo isso. É muita coisa pra você sentir sozinha. Tô feliz que você veio falar comigo, mas eu acho que você deveria falar com a sua mãe sobre isso'”, relembrou a percussionista, que explicou que o padre em questão era amigo da sua mãe.

“Então você tinha abertura pra falar sobre isso?”, questionou Rodrigo. “Tinha, porque ele era genial. Fazia churrasco e ele estava lá. Eu tinha abertura. Ele era descoladão”, elogiou a sister.

Tiago Leifert avisa que as autoridades estão avaliando acusações de racismo no ‘BBB19’

A sister revela como a mãe ficou sabendo da sua homossexualidade

Ainda durante a conversa com Rodrigo, Gabriela falou que depois que teve a conversa com o padre, ela não contou para a mãe que gostava de meninas.

“Minha mãe teve um relacionamento de 37 anos, namorando, ele era descoladão também. Ele sentiu que eu estava fechada. Aí fui dar uma volta com ele na fazenda. Ele começou a me contar uma história. Ele ficou contando até eu entender que era uma indireta pra mim. Ele: ‘Esse meu amigo está feliz porque agora eles conversam mais’. Eu disse: ‘Você está jogando indireta pra mim? Ele: ‘Lógico que não. Por que você é? Daí eu disse: ‘Eu sou’. Ele: ‘A gente já sabe só estamos esperando você contar’. Eu falei para minha mãe e minha mãe disse para eu seguir a vida. Daí eu me libertei!”, finalizou.

Veja também: 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here